Publicidade
Entretenimento
Vida

Amazonas Film Festival premia destaques

Entre os premiados, destaque para o filme ‘Linear’ de Amir Admoni, que levou o prêmio ‘Aquisição Canal Brasil’ e melhor filme da categoria Curta-Metragem Brasil; ‘Era uma vez eu, Verônica’, que ganhou melhor filme Longa-Metragem e a produção ‘Chão Molhado’, que ganhou os prêmios de melhor diretor, fotografia e melhor documentário. 09/11/2012 às 22:53
Show 1
Premiados da noite
acritica.com Manaus (AM)

Durante sete dias, foram cinco mil horas de exibição o em mais de 210 produções cinematográficas. Este foi o balanço da 9ª edição do Amazonas Film Festival, que encerrou nesta sexta-feira (09), no Teatro Amazonas. A cerimônia premiou os destaques da categoria Longa-Metragem, Curta-Metragem Brasil, Curta-Metragem Ficção e Curta-Metragem documentário.

Entre os premiados, destaque para o filme ‘Linear’ de Amir Admoni, que levou o prêmio ‘Aquisição Canal Brasil’ e melhor filme da categoria Curta-Metragem Brasil; ‘Era uma vez eu, Verônica’, que ganhou melhor filme Longa-Metragem e a produção ‘Chão Molhado’, que ganhou os prêmios de melhor diretor, fotografia e melhor documentário.

O secretário de Cultura, Robério Braga aproveitou a ocasião para agradecer a todos que participaram direta e indiretamente de todos os dias de evento. “Agradeço a toda a equipe que não aparece em cena para receber os aplausos e a todos que antes de nós já fizeram cinema, em especial, Silvino Santos”, relembrou.

O governador em exercício, professor José Melo disse que o evento é um ‘grande aprendizado’: “O Festival cumpre o objetivo maior: dar apoio a cultura, oportunidade aos jovens, que possam despertar essa usina de talentos”, destacou.

Como nos anos anteriores foram feitas diversas atividades em centros comunitários, terminais de ônibus, museus, teatros. Foram oferecidas 367 vagas em sete oficinas acadêmicas, seminários, palestras e debates. Além de cinco municípios do interior do Estado – São Gabriel da Cachoeira, Itacoatiara, Maués, Parintins e Presidente Figueiredo.