Publicidade
Entretenimento
Polêmica

Amazonenses não perdoam quando pisam no calo!

Declarações irresponsáveis como as de Antônia Fontenelle causam a ira de amazonenses 17/11/2012 às 19:01
Show 1
Antônia declarou que o marido, Marcos Paulo, teria morrido por malária contraída em Manaus
Mellanie Hasimoto Manaus

Restart, Lulu Santos, e agora Antônia Fontenelle. Esses artistas acabaram virando “personas non gratas” em Manaus, depois de darem declarações consideradas bastante infelizes pelos manauaras e amazonenses. Bairrismo ou não, os amazonenses se defendem com veemência quando alguém “pisa no calo”. Na análise de especialistas, a agressividade com que as pessoas respondem acaba refletindo uma intolerância por parte dos conterrâneos.

A declaração de Antônia Fontenelle, viúva do ator e diretor Marcos Paulo, falecido no último domingo, dia 11, causou revolta e indignação em alguns manauaras. A desconfiança de Fontenelle que o diretor tenha morrido em decorrência a malária possivelmente contraída em Manaus despertou reações extremas, que foram de “pelo menos viramos notícia”, a dicas de “pesquisa no Google antes de falar besteira”, chegando a outras mais fortes.

Mesmo depois de ter sido desmentida a possibilidade de que Marcos Paulo tenha contraído malária pelo médico particular do artista (o atestado de óbito declara que a causa de morte do diretor foi embolia pulmonar, como foi divulgado pela Rede Globo), a polêmica ficou no ar. O leitor de A CRÍTICA, Wellington Marcondes, disse que “não acho impossível que ele tenha sido vítima de malária, mas é bem pouco provável que, de todos os participantes do 9º Amazonas Film Festival, o mosquito tenha escolhido apenas o senhor Marcos Paulo, que já vinha enfrentando outros problemas de saúde”. Outras pessoas pegaram pesado com as palavras, que são até impublicáveis.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).