Publicidade
Entretenimento
ESTREIA

Ambientada na Idade Média, André Mattos fala sobre seu personagem em 'Belaventura'

Novela narra a disputa de territórios em uma região que vivia em guerra entre os clãs Redenção e Valedo 23/07/2017 às 14:41 - Atualizado em 24/07/2017 às 12:23
Show bv0123 1f
De acordo com o ator, o vilão que ele interpreta conhece todos os segredos das famílias nobres do local (Foto: Divulgação)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

Duelos de espadas, paixões avassaladoras, príncipes e princesas de reinos distantes. Esses são alguns dos ingredientes típicos de uma boa história de contos de fada que a Record TV promete levar para a televisão na próxima terça-feira (25) com a estreia nova novela das 19h30, “Belaventura”, de Gustavo Reiz. A novela assume o horário da reprise de “A Escrava Isaura”, que se despede da TV com boa audiência. 

Após sucessivas novelas adaptadas de passagens bíblicas, a emissora carioca investe em um período histórico pouco abordado na televisão brasileira: a Idade Média. Por isso, a novela se passa no século XV, trazendo à luz todas as emoções e reviravoltas que a época exige, para contar a história de amor entre Pietra (Rayanne Moraes) e Enrico (Bernardo Velasco), protagonistas do folhetim.

Rayanne Morais e Bernardo Velasco intepretam os protagonistas da novela (Foto: Reprodução/Internet)

Dirigida por Ivan Zettel, “Belaventura” narra a disputa de territórios em uma região que vivia em guerra entre os clãs Redenção e Valedo, até um acordo de paz ser selado entre os dois grandes líderes, que decidem unificar a região sob um só reino. Otoniel (Kadu Moliterno) e Severo (Floriano Peixoto) dão o pontapé inicial nesta batalha que irá definir os rumos da trama. 

Segredos do reino
Fora dos luxos e riquezas dos castelos, mas dentro dos muros que cercam a região de Belaventura, está a vila dos plebeus, onde vivem as pessoas mais simples trabalhadoras, que lutam pela sobrevivência. Algumas não tão honestamente, como o personagem Falstaff, interpretado pelo ator André Mattos.

“Ele é o dono da taverna da vila dos plebeus de Belaventura. É um homem capaz de qualquer coisa para conseguir o que deseja: poder, dinheiro e controle de tudo que acontece na vila. É o intermediário do que acontece na vila e o reino”, conta André, em entrevista ao BEM VIVER .De acordo com o ator, o vilão que ele interpreta conhece todos os segredos das famílias nobres do local. “É na taverna que os soldados vêm beber e falar sobre o que acontece na nobreza”, complementa.

Segundo André, Falstaff mantém algumas mulheres sob um trabalho quase escravo na taverna. “Uma delas é a personagem da atriz Anaju Dorigon, a Dulcinéia. Essa atriz maravilhosa é uma revelação, que é a maior paixão do Falstaff”, explica o ator.

Período histórico
O pano de fundo de “Belaventura”, a Idade Média, poucas vezes fora abordado na teledramaturgia brasileira. O ator André Mattos possui bagagem em tramas de época mais remotas. Ele fez a novela “Que Rei Sou Eu?” e a minissérie “O Quinto dos Infernos”, ambas da TV Globo. 

“Acho maravilhoso que a Record TV esteja se exercitando em fazer novelas medievais, pois é um nicho pouco feito e que hoje em dia está tão em voga no mundo inteiro, principalmente com Game of Thrones. É uma experiência que está sendo muito bem conduzida pelo diretor-geral Ivan Zettel”, destaca o ator. 

Ele também ressalta os esforços da emissora em manter as produções dramatúrgicas no ar. “A Record conseguiu achar seu espaço dentro da teledramaturgia, com produções bíblicas e agora com a produção de época medieval”, complementa.