Publicidade
Entretenimento
Buzz

Após 81 dias internado, Pedro Leonardo tem alta e deixa hospital em São Paulo

Pedro saiu em uma cadeira de rodas e vestia uma camiseta personalizada com os dizeres "Nunca, nunca desista" em inglês, produzida pela mulher dele, Thais Gebelein 09/07/2012 às 15:04
Show 1
Leonardo, Pedro e o primo Thiago, felizes com a alta do cantor (9/7/12)
UOL/MÚSICA ---

Depois de passar 81 dias internado, o cantor Pedro Leonardo Dantas Costa, 25, teve alta nesta segunda-feira (9) e às 14h28 deixou o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, de carro. "Obrigado, gente. Obrigado a todos do fundo do coração. 'Tamos junto e misturado. Vou comer galinhada agora, certeza", disse Pedro, sorridente, fazendo sinal de positivo e ganhando beijos do pai, o cantor Leonardo, e do primo Thiago. 

Pedro saiu em uma cadeira de rodas e vestia uma camiseta personalizada com os dizeres "Nunca, nunca desista" em inglês, produzida pela mulher dele, Thais Gebelein. Mais de 30 fãs e curiosos aguardavam a saída de Pedro em frente ao hospital, segurando bexigas brancas. Ainda não se sabe para onde Pedro será levado.

Em conversa com jornalistas, o médico do músico, Roberto Kalil Filho, disse que a recuperação de Pedro foi surpreendente. "Pedro vai fazer fisioterapia e fonoaudiologia diariamente, tanto no hospital quanto no apartamento dele. Nos próximos seis meses, ele deve retomar uma vida normal", falou.

Questionado sobre quando Pedro poderia voltar a cantar, Kalil brincou: "A gente cantava direto no hospital. Agora a fazer shows, talvez nos próximos meses, mas tudo depende do corpo dele", disse. O médico contou que Pedro saiu na cadeira de rodas por segurança, mas que ele já dá alguns passos "voluntariamente". A assessora revelou que Pedro estava ciente da alta desde a manhã desta segunda-feira, mas que não tinha ideia da comoção que o caso gerou em todo o país.

Agradecimentos de Leonardo

"Hoje o coração não está nem batendo, está apanhando", disse Leonardo ao chegar no Sírio Libanês, por volta das 13h53. "Foi um milagre o que aconteceu, e eu queria ter uma lista com todos os nomes das pessoas que contribuíram para que o Pedro pudesse sair dessa praticamente sem sequelas. Pra mim, só sobrou essa alegria. Já estou fazendo uma festa dentro de mim. Estou preparado para buscar meu filho lá dentro agora", disse Leonardo em meio a agradecimentos.

A assessora da família, Ede Cury, contou que Pedro perdeu 30 kg --ele está atualmente com 60 kg-- e que ele não vê a hora de comer uma galinhada. Segundo ela, a tia Mariana, irmã de Leonardo, trouxe cinco galinhas caipiras de Goiânia. O primo Thiago chegou por volta das 12h40 no hospital Sírio Libanês. "Estou feliz demais! Hoje é o dia que a gente tanto esperou. Vamos comemorar! Só tenho a agradecer. Vamos agredecer a Deus, e quem não acredita em milagre, está aí a prova. É muita emoção. Em breve estaremos juntos no palco", garantiu.

Pouco antes, por volta das 12h20, o padre Antônio Maria foi um dos primeiros a chegar ao hospital. "Vim para abençoar o Pedro nesta nova etapa. Trouxe águas do Rio Jordão, porque é um renascimento, é como se Pedro fosse batizado outra vez. Vamos rezar neste momento de vitória. É preciso ter fé. Pedro significa pedra, e todos devem ser um 'Pedro'", disse ele.

O acidente

Pedro sofreu um acidente de carro no município de Tupaciguara (MG), próximo à divisa de Minas Gerais com Goiás. O jovem estava sozinho no carro e havia saído de um show com o primo, Thiago, na cidade de Uberlândia. Pedro dormiu ao volante, foi para o acostamento, capotou e foi jogado para fora do carro.

O cantor permaneceu em coma até o dia 20 de maio. Em entrevista ao "Fantástico" no dia 1º de julho, o médico Roberto Kalil Filho afirmou que Pedro não ficará com nenhuma sequela. Contou ainda que ele se comunica normalmente, brinca e até canta no quarto de hospital. O dominical também divulgou a primeira foto de Pedro desde o acidente.

Pedro completou 25 anos no último dia 29 de junho e sua família fez uma comemoração no hospital. Na ocasião, Maria Sophia, filha do cantor com a arquiteta Thais Gebelein, visitou o pai pela primeira vez desde o acidente.