Publicidade
Entretenimento
Cotidiano, Dengue, LIRAa

Áreas de 15 bairros de Manaus já forneceram informações para primeiro LIRAa de 2012

Levantamento é uma das ferramentas utilizadas pelo município, para orientar as ações de controle da dengue na capital 13/01/2012 às 13:16
Show 1
Levantamento servirá para traçar estratégias de combate à doença em Manaus
acritica.com Manaus

Até a próxima sexta-feira (20), os trabalhos de inspeção nos 125.277 imóveis distribuídos em várias zonas geográficas de Manaus, referente ao Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) deverá ser concluído pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). As ações do primeiro LIRAa de 2012, iniciado na última segunda-feira (9), já percorreram áreas de 15 bairros da cidade e se encontram em andamento em outros 21 bairros.

O LIRAa é uma das ferramentas utilizadas pela vigilância epidemiológica do município, para orientar as ações de controle da dengue na capital. Além de apontar as áreas onde há maior infestação do mosquito transmissor da doença, também permite identificar os principais tipos de criadouros que estão favorecendo a proliferação do Aedes agypti.

O levantamento está sendo feito paralelamente às ações da "Operação Impacto de Combate à Dengue", que começou em 31 de outubro de 2011 e vai até 30 de março deste ano. Os resultados obtidos pelo LIRAa serão utilizados pela Semsa para analisar a necessidade de redirecionar ou não as ações da operação.

No último LIRAa do ano passado, realizado entre os dias 03 e 13 de novembro, o índice de infestação pelo mosquito da dengue, em Manaus, ficou em 1,3%, muito próximo do que é considerado satisfatório, pelo Ministério da Saúde (1%).

A Zona Leste foi identificada como a área com maior risco para ocorrência de casos da doença, especialmente nos bairros de São José e Jorge Teixeira.

Operação Impacto
Enquanto os agentes de endemias atuam na coleta de informações do LIRAa, os agentes comunitários de saúde (ACSs) e agentes de limpeza pública da Prefeitura de Manaus, os militares das Forças Armadas e Corpo de Bombeiros continuarão continuam a executar as ações da Operação Impacto de Combate à Dengue, em todos os bairros da cidade.

Além das residências, as inspeções estão sendo feitas em escolas e outros prédios públicos e, também, em estabelecimentos como borracharias, ferros-velhos, empresas de reciclagem. Nestes estabelecimentos comerciais, o trabalho tem sido feito com o apoio do Departamento de Vigilância Sanitária (DVISA), da Semsa. Estas inspeções consistem na eliminação ou tratamento dos depósitos que estejam funcionando como criadouro do mosquito da dengue e, ainda, na orientação dos moradores das residências e proprietários dos estabelecimentos.

Desde que teve início, em dia 31 de outubro do ano passado, a Operação de Combate à Dengue já garantiu a inspeção de 241.765 imóveis, distribuídos por todas as zonas de Manaus. Durante as visitas domiciliares, os agentes da operação eliminaram 208.007 mil depósitos que estavam funcionando como criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti e realizaram o tratamento (com larvicida) de outros 26.144 depósitos.