Publicidade
Entretenimento
Inspiração decoradores

Arquitetos revelam fontes de inspiração para fazer projetos que unem beleza e funcionalidade

Quatro arquitetos revelam onde buscam referências para criarem projetos bonitos, funcionais e que também caiam na graça de seus clientes 05/04/2012 às 11:19
Show 1
O arquiteto Diego Pereira vai para o Rio de Janeiro assistir a palestra de uma de suas referências no ramo
Luana Ribeiro Manaus

Ter uma grande ideia e colocar no papel não é uma tarefa fácil. A inspiração que costuma guiar o olhar para algum horizonte, às vezes, simplesmente não vem.

E dificilmente as boas ideias surgem do nada. Para os arquitetos, por exemplo, que tem a inspiração como uma das principais ferramentas de trabalho é preciso treinar o feeling através de referências.

“O arquiteto precisa conhecer de muita coisa, ter uma bagagem. Referência é essencial para o trabalho. Pode ser a natureza, arte, povos, história ou até um profissional renomado”, diz o arquiteto Diego Pereira. “A arquiteta Zaha Hadid me inspira muito. Ela é da corrente desconstrutivista, trabalha uma arquitetura deformada e apresenta formas inesperadas. A liberdade que ela tem de criar e de justificar é incrível”, diz Diego, que está de malas prontas para o Rio de Janeiro onde vai assistir a uma palestra da iraquiana.

 Atual

Admiradora do estilo contemporâneo, a arquiteta Karina Vieiralves busca na arte de Beatriz Milhazes inspiração para fazer projetos. “Meu estilo de trabalhar é o estilo do cliente, e por isso já fiz tantos projetos diferentes entre si, do clássico ao super descolado. Pessoalmente, me identifico com as coisas atuais, com o contemporâneo, que é o retrato da nossa vida, dos anos que estamos vivendo”, afirma.

Prática

 O arquiteto Renato Rayol conta que gosta de acompanhar de perto as novidades da área. E acredita que essa é uma forma de atualizar e inovar seu trabalho. “Hoje, apesar de tudo se concentrar na Internet, eu gosto de ver de perto. Vou a eventos ver os lançamentos anuais, tudo que está acontecendo”, afirma.

Publicações especializadas na área também são ótimas fontes de pesquisa, “para ficar por dentro do que há de novidades em termos de materiais, tendências e experiências dos colegas”, diz Karina. A Casa Vogue, por exemplo, é umas das mais tradicionais e citadas pelos arquitetos. “Gosto muito de comprar revistas, tenho várias no escritório, livros também, com bastante imagens e textos. Pesquiso para ter novas ideias e rabiscar meus projetos”, diz a arquiteta Raquel Reis.

 PRÁTICA

Os arquitetos também destacam a opinião do cliente, como um item importante na hora de fazer um projeto. “Faço meus projetos de acordo com o gosto do cliente, se ele quer um projeto no estilo clássico, faço com maior prazer”, diz a arquiteta Raquel Reis.

“Nós temos um desafio a cada novo trabalho. Temos que encaixar nossas ideias com a dos clientes de forma única, e saber tirar deles um: ‘era bem isso que eu estava pensando’”, acredita Diego.

Mural de inspirações


Paixões

A aclamada artista carioca Beatriz Milhazes é conhecida por suas telas coloridas e exuberantes, que despertam paixões em colecionadores de arte no Brasil e no exterior. As pinturas em acrílico chegam a atingir US$ 1 milhão no mercado de arte internacional.


Reconhecida

Zaha Hadid tem no currículo projetos conceituais e ousados ao redor do mundo, como o Centro de Artes de Abu Dhabi (foto ao lado). Foi a primeira mulher a ganhar o Pritzer de arquitetura. prêmio anual que enaltece um grande arquiteto vivo por um trabalho realizado. Uma espécie de Nobel da área.

Duas perguntas para  Winnie Bastian Editora da Casa Vogue

1)     Como é ser referência de design e arquitetura no Brasil?

 É muito bom! Sempre buscamos retratar trabalhos inovadores, novos conceitos, uma abordagem mais rica. A revista está no País há 36 anos, e em 2010 passou por uma mudança editorial, com Thaissa Buesco assumindo a direção. A ideia é fazer uma abordagem bem contemporânea, sempre respeitando a linha editorial da revista.

2)     Qual o segredo para se manter no topo?

A nossa preocupação é mostrar projetos do Brasil e exterior nunca vistos. Mostrar para o leitor qual o conceito, sem ser aquela coisa muito acadêmica. Tentamos sempre colocar as ideias para fora da caixa.