Publicidade
Entretenimento
Artista no canadá

Arte regional vai estar presente no Brazilian Day no Canadá

Artista local exibirá no Canadá peças de sua autoria, inspiradas em araras 12/08/2012 às 16:57
Show 1
Breno Pimentel atua como artesão há cinco anos, além disso também é empresário, entre outras atividades
Arquivo Pessoal ---

Breno Pimentel fez de tudo um pouco na sua vida, mas foi por acaso que o cearense, radicado em Manaus desde os 4 anos de idade, descobriu que tinha talento como artesão. Prova disso, é que o jovem – de apenas 24 anos – foi convidado para expor o seu trabalho no Brazilian Day Canada, na programação do Brazilian Arts, a ser realizado do dia 27 de agosto ao dia 2 de setembro, no Toronto City Hall.

O artista, que também atua como empresário do ramo de entretenimento, entre outras atividades, levará quatro peças de sua autoria, trabalhando com a temática “araras”. “A expectativa é única, por ser chamado para expor num evento internacional, onde existe a possibilidade de conhecer artistas de outros países, de ter a cobertura da Globo Internacional (emissora de TV responsável pelo transmissão), de participar do Brazilian Day, já que também trabalho com eventos, ter o contato com produtores e pessoas do ramo, além do fato de poder levar nossa cultura do Amazonas, que considero minha terra”, disse.

“O tema escolhido foi araras. Levarei uma coisa tradicional. No entanto, tentarei impactar explorando a mensagem de preservação da Amazônia. Buscarei que outros países se aliem ao Brasil para poder preservar, cuidar disso (Amazônia), porque não é só um patrimônio nosso, mas sim do mundo todo”, complementou.

O cearense pretende fazer esculturas de araras vazadas, algumas com frases impactantes, devido a isso suas criações não podem ter muitas formas, pois irão ficar parecidas com quadros.

Amiga e sócia

A seleção de Pimentel foi uma surpresa até mesmo para ele, porque quem inscreveu suas obras foi sua amiga e sócia, Lúcia Neves. Às escondidas, ela mandou o material para a produção do Brazilian Arts. “Vários clientes em Manaus já compraram minhas peças, uma delas foi a Lúcia Neves. (...) Ela fez o contato com a produção do Brazilian Arts, sem que eu soubesse (risos), e depois de algumas semanas entraram em contato comigo para saber mais sobre o meu trabalho, aí fizeram o convite para eu ser o único artista do norte na exposição”.

 E falando de sua arte, que utiliza como matéria-prima o MDF (material derivado da madeira), ele explica que gosta de desenvolver peças vazadas, explorando o abstrato. As obras são feitas com a ajuda de seu amigo Thiago Moda. Os preços das peças variam de R$ 1.400 a R$ 4 mil.

 Inspiração

 Durante a entrevista no escritório de sua empresa, a Apoena Produções & Eventos, Pimentel fez questão de dizer que Manaus conta com inúmeros artistas talentosos. Ele também elogiou a arte do pintor, escultor e serigrafista brasileiro Romero Britto e revelou que ele inspirará suas outras peças. “Utilizo poucas cores, trabalho com preto e cores neutras. (...) O Romero, em Nova York, tem um trabalho fantástico, está lançando grife. Ele trabalha com muitas cores, eu gosto disso. Pretendo começar a explorar mais cores, tentar fazer mosaicos, patchwork”.