Publicidade
Entretenimento
Vida

Atriz amazonense fica entre os finalistas para Talentos Malhação

Laís Cavalcanti foi classificada entre as 24 no programa “Caldeirão do Huck” e agora que dar o próximo passo para consolidar carreira 22/07/2012 às 17:08
Show 1
Atriz tem 19 anos e cursa administração da Universidade Federal do Amazonas (Ufam)
Mellanie Hasimoto Manaus

A amazonense Laís Said Cavalcanti, aos 19 anos, foi uma das 24 finalistas do Concurso de Talentos Malhação, promovido pelo programa “Caldeirão do Huck”, da Rede Globo. Com talento de sobra e vontade de crescer na profissão que escolheu para si, a atriz agora quer dar o próximo passo para construir uma carreira sólida. Mês que vem, Laís vai de mala e cuia para São Paulo, onde vai estudar na Escola de Atores Wolf Maya.

“Preciso ganhar mais experiência, estudar mais. E acho que esse é o próximo passo mais óbvio para a minha carreira”, ressalta a atriz, que começou a atuar ainda na adolescência, mas já estrelava comerciais desde pequenininha.

Depois que terminar o curso, Laís pretende ir morar no Rio de Janeiro, lugar onde acredita que terá mais oportunidades.

Caldeirão de emoções

O Rio de Janeiro, inclusive, foi onde a atriz viveu seu momento mais emocionante. “Fiquei à flor da pele quando me ligaram para dizer que tinha passado. A cada fase do concurso do ‘Caldeirão do Huck’, era incrível, principalmente por ser a única representando o Norte”, disse.

O concurso ao qual se refere dará a um ator a chance de atuar na novelinha teen “Malhação”. Lais ficou entre os 24 finalistas, entre os mais de 15 mil inscritos. “Era surreal, ainda mais porque eu não tinha a experiência que muitos deles tinham - cinco anos de Tablado (centro de formação de atores, fundado em 1951), vários cursos. Vi, ali, que estava no mesmo nível que muita gente”, comemorou.

Futuro

Aqui em Manaus, sempre recebeu o apoio dos pais. A mãe, Lamisse, era a mais receosa, mas mesmo assim resolveu apoiar o sonho da filha. “O tio Malvino e a tia Maria Amélia (pais do ator Malvino Salvador) também sempre me deram muito apoio para seguir adiante”, diz.

Em Manaus, fez o curso Factus e a oficina do produtor Luppi Pinheiro, além de cursos e workshops no Rio de Janeiro. Já estrelou dois curtas, entre eles o “Amizade perigosa” (que é possível conferir por meio do QR Code ao lado).

Inteligente, humilde e dona de um sorriso encantador, Laís sabe bem o que a aguarda. “Lembro que eu e um amigo, após sair da gravação no Projac, esperamos mais de uma hora por um táxi. Ninguém queria parar para nos levar, pois já era tarde. Sentamos na calçada e rimos, pensando que, daqui a algum tempo, teremos o carro da Globo para nos levar”, riu. E finalizou: “Sei que vai ser difícil, mas é isso que eu quero para minha vida. Sou apaixonada por dramaturgia. É o que eu sou, o que escolhi para minha vida”.