Publicidade
Entretenimento
FESTIVAL FOLCLÓRICO

‘Auto da Resistência Cultural’ será o tema do Garantido no Festival de Parintins 2018

Anúncio foi feito em frente à Catedral de Nossa Senhora do Carmo, na Ilha Tupinambarana 04/11/2017 às 10:02 - Atualizado em 06/11/2017 às 09:44
Show whatsapp image 2017 11 04 at 09.55.29  2
Comissão de Artes quer ampliação do debate a cerca do caminho que o Boi Garantido irá trilhar na busca do 32° título. Foto: Élcio Farias
acritica.com Parintins (AM)

“Auto da Resistência Cultural”. Esse é o tema que o Boi Garantido escolheu para vencer o Festival Folclórico de Parintins 2018. O anúncio oficial foi feito em uma festa gigantesca realizada pela agremiação vermelha e branca na noite desta sexta-feira (3) em frente a Catedral de Nossa Senhora do Carmo completamente lotada. 

Com os itens oficiais,  presidente Fábio Cardoso, vice Messias Albuquerque, Comissão de Artes, prefeito Bi Garcia, além dos ex presidentes Adelson Albuquerque, Telo Pinto e Fred Góes, Edwan Oliveira anunciou ainda a contratação dos artistas Oséas Bentes e Teco Mendes, que retornam ao Boi e o consagrado figurinista e estilista Werner Botelho. 

Edwan anunciou também a publicação do novo edital de toadas, além do investimento que será feito pelo Garantido na divulgação do Festival em nível nacional com a produção de clips musicais, contando com a participação dos itens oficiais do boi.  Outra novidade  para os demais anos será o lançamento do tema do Garantido agendado para o dia do Folclore, 22 de agosto. 

Sobre o tema, Fábio Cardoso parabenizou a Comissão de Artes pela ampliação do debate a cerca do caminho que o Boi Garantido irá trilhar na busca do 32° título. "É um tema riquíssimo e que tem tudo haver com o nosso Boi, com a nossa história e sobre a contemporaneidade. Não temos dúvidas que o pontapé para a vitória foi dado nesta noite histórica", disse. 

Emocionado, Messias Albuquerque agradeceu a todos os envolvidos e a galera vermelha que acreditou no espetáculo inesquecível realizado fora da época do Festival Folclórico. O prefeito Bi Garcia, que vestiu a camisa do Garantido, também parabenizou o bumbá pelo evento grandioso. 

Auto da Resistência Cultural

Resistir culturalmente tornou-se uma opção de vida do mestre Lindolfo Monteverde ao criar o Boi Garantido em 1913. O folguedo junino que nasce para honrar a promessa de seu fundador a São João Batista, transforma-se ao longo de mais de 100 anos em um instrumento de resistência cultural. A tragicomédia nordestina de Pai Francisco e Mãe Catirina, ao chegar à Amazônia acolhe elementos culturais dos diferentes povos que habitavam ou imigraram para a Região. O resultado dessa transfiguração cultural foi um auto onde caboclos, negros e indígenas puderam se expressar.

Em 2018, o Garantido renova seu compromisso com a realização de uma “Brincadeira de São João” que se constituiu e que se constitui como um espetáculo de resistência pela arte. Essa é a marca do nosso passado e do nosso presente, porquê em nós habita o sentimento do nosso fundador de resistir culturalmente. Defenderemos esse princípio na arena a cada passo de dança dos nossos brincantes, a cada acorde musical das toadas, a cada cena e cenário e cantaremos um mundo harmônico como a nossa Batucada.

Tipografia

Um detalhe importante sobre o Boi-Bumbá Garantido é que ele é conhecido por emocionar em suas apresentações e também ser o boi da religiosidade. A busca pela fonte que se associasse de alguma forma a essa identidade do Boi Garantido foi inspirada em uma tipografia de dois irmãos pintores de Santa Catarina, os irmãos Ramos.

A tipografia se “Abençoada” e é de autoria dos irmãos que contam histórias através de suas letras desenhadas em paredes de sua casa. Um trabalho lindo e de uma delicadeza que só poderia ser unida ao Boi Garantido para que ele continuasse com a identidade do Boi da emoção e da religiosidade. A marca foi desenvolvida pela Ben Marketing e teve como desing Thalles Saraiva.