Publicidade
Entretenimento
MÚSICA

Banda Água Cristalina volta à ativa com show em Manaus 21 anos após formação do grupo

O “balanço do Água”, que embalou as noites quentes dos anos 90, é uma das atrações do Luau Cauxi 3, com ingressos a R$ 20 25/10/2017 às 16:20 - Atualizado em 25/10/2017 às 16:23
Show plus18 2510 q1p01
Foto: Divulgação
acritica.com

O grupo que embalou as noites quentes dos anos 90 está no line-up do Luau Cauxi 3 no próximo dia 10 de novembro, a partir das 22h, no Clube Assinpa, em Manaus. Além “do balanço do Água”, está também o paraense Juca Culatra, o DJ Zalma direto da balada Je Treme Monamour (PE) e os anfitriões da noite: a cantora Márcia Novo e a banda Alaídenegão.

Os ingressos ainda estão no primeiro lote, no valor de R$ 20, disponíveis a partir do dia 30, nas lojas Os Barés, no Manauara Shopping. O Clube Assinpa possui estacionamento próprio, área de alimentação, bares e banheiros exclusivos. O endereço é no final da rua da Lua, s/n, conjunto Morada do Sol, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da cidade.

Volta 21 anos após formação

Como os cristais brilhantes e reluzentes das águas barrentas do Rio Amazonas, em meados de 1996, o grupo Água Cristalina foi formado em Parintins, no interior do Estado, com apresentação da proposta de musicalidade regional amazônica. Com repertório 100% autoral, o grupo está com uma nova formação, mas ainda mantém no vocal a cantora Silvinha e o vocalista Armando Lessa levando sucessos de lambada, xote, zoulk com uma pegada flashback que todo mundo curte.

A apresentação no Luau do Cauxi será com um show completo na formação original com direito a percussão, guitarra, sanfona e o teclado que não deixa ninguém parado. No repertório, sucessos conhecidos naquele DVD ao Vivo gravado na Ponta Negra para um público de 50 mil pessoas e músicas dos mais de sete discos gravados pela banda, tipo “Favo de Mel”, “Vou Dançar Com Você” e a própria “Água Cristalina”.

Je Treme Mon Amour

Percorrendo pelas beiras de estradas, a trilha sonora dos eventos mais pitorescos do Pará atravessou o país com a festa Je Treme Mon Amour, arretou o Sudeste com o balanço das lambadas francesas, bregas marcantes e os sonidos amazônicos. Para demonstrar um pouco do que rola nessa balada, o DJ Zalma é um pernambucano arrochado convidado da noite para garantir a abertura do evento e entre os intervalos.

O ‘Skrega’ de Juca Culatra

Direto da terra do Carimbó, o cantor e compositor Juca Culatra, volta a Manaus para mostrar novo repertório recheado de misturas de ritmo. Depois do sucesso do Breggae, a feliz mistura do brega com reggae, desde o ano passado, Juca está com o disco “Skrega” que mescla ska com o autêntico brega amazônico e outras ritmos. Nesse novo show, ele carrega o repertório com pegada latina num caldeirão de sonoridade dançante e bem humorada. Positividade e assuntos de amor estão nos temas com influência de calipso e o brega saudade.

#EuApoioACulturaAmazonense

Assim como a cantora Marcia Novo, a banda Alaídenegão também assina a produção do evento. Quem conhece o Bloco do Cauxi Eletrizado ou já foi a algum evento produzido pela Cauxi Produções, sabe o sucesso que é. Além das músicas mais aguardadas pelos fãs como “Rodar na Bica” ou “Tecendo o Som”, a ‘neguinha’, também vai mostrar um novo show, com as canções do novo disco, intitulado “Alaídenegão’, lançado este ano e disponível para venda durante o Luau.

‘Beira-Beat’ de Márcia Novo

Uma das anfitriãs da noite, a cantora Marcia Novo traz “O Novo Som do Beiradão”, no qual transcorre entre o boi-bumbá, a cumbia, o brega, o xote e pelo som do beiradão, a “caboca” agora radicada em São Paulo demarca uma nova fase em sua carreira voltada aos beats eletrônicos. O novo momento da cantora e compositora já conhecida e estabelecida no circuito musical amazonense, inclui a parceria com o selo indie de SP Freak, que assina o lançamento dos seus próximos singles.

Marcia dá nome aos bois e intitula a música que produz atualmente como “Beira-Beat” que inclui de beats eletrônicos na música popular dos bailes de beira de rio com influência caribenha. O marco dessa nova fase é o lançamento do videoclipe “Subindo pelas paredes”, uma regravação de um clássico que virou hit na voz de Nunes Filho. Bem como outras faixas que saem pelo selo Freak, “Subindo pelas Paredes” foi produzida por Manoel Cordeiro, prestigiado produtor musical da Amazônia, que por muitos anos esteve à frente da banda Warilou, grupo clássico da lambada brasileira.

Serviço

O que: Luau Cauxi 3 com Água Cristalina, Juca Culatra, DJ Zalma, Márcia Novo e Alaídenegão
Quando: 10 de novembro, a partir das 22h
Quanto: R$ 20
Onde: Assinpa, na rua da Lua, s/n, conjunto Morada do Sol, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da cidade

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade