Publicidade
Entretenimento
Vida

Bogotá Cultural: Uma cidade com arte do início ao fim

Uma cidade com arte do início ao fim, descubra os inúmeros museus e galerias de arte que guardam o melhor da cultura colombiana em sua capital, Bogotá 30/09/2012 às 16:50
Show 1
A Catedral Primada de Bogotá, na Colombia
Jornal A CRITICA Bogotá (COL)

Com um acervo cultural impressionante, Bogotá oferece a seus visitantes um ótimo circuito de artes e diversão. Os 161 monumentos, 58 museus, 62 galerias de arte e 45 teatros contam a rica história de um dos países mais belos da América do Sul. Um charmoso edifício da Calle 11, construído em 1622, abriga o museu Casa de la Moneda, que conta a história da Colômbia por meio de moedas e notas que pertenceram ao país. O edifício foi sede da primeira oficina de produção de moedas de ouro e ainda possui um acervo de quadros renascentistas, de Brueghel e Flanders, e entrada gratuita.

La Candelaria

Caminhando por entres os enormes prédios coloniais, o turista irá descobrir o incrível Centro Histórico de Bogotá, chamado La Candelaria. Com uma infinidade de igrejas e praças, o lugar surpreende pela arquitetura e merece estar no roteiro do viajante. Na entrada do centro, a Plaza de Bolívar já testemunhou acontecimentos históricos na política do país e ainda serve como concentração de passeatas e protestos. Ao redor, estão o Palacio de Justicia, o Capitolio Nacional, sede do Congresso e o Palacio de Liévano, onde funciona a prefeitura da cidade. Ainda no Centro Histórico, existem alguns lugares abertos ao público como a Catedral Primada, de estilo neoclássico, e o Museo de la Independencia Casa del Florero, que divulga os processos e protagonistas dos acontecimentos do dia 20 de julho de 1810, dia da Independência da Colômbia. A entrada custa cerca de R$ 3. Com saída a partir da Plaza de Bolívar, a polícia de turismo oferece um passeio gratuito por todo o Centro Histórico, com inscrição obrigatória de um dia de antecedência no Ponto de Informação Turística.


Botero

Um dos artistas sul- americanos mais famosos, principalmente por suas figuras gordas e redondas, Fernando Botero também está entre as atrações culturais de Bogotá. O Museo Botero possui 123 obras do artista, doadas pelo próprio Botero ao Banco de la República, e há ainda 85 obras de artistas como Dalí e Renoir. O Museu de Arte Moderna de Bogotá, o Mambo, possui exposições itinerantes de artistas contemporâneos, mas sua mostra permanente apenas é aberta ao público no mês de janeiro. Na cidade ainda existem dois museus que contam uma parte da história colombiana por meio dos metais e pedras preciosas. O Museo del Oro, um dos mais importantes do país, possui um acervo composto pela ourivesaria pré-colombiana produzidas pelo índios Muíscas, antigos habitantes da região. Entradas a partir de R$ 2,80 – aos domingos é grátis. Já o Museu Internacional da Esmeralda mostra a riqueza das minas da Colômbia, grande no mercado de esmeraldas, com gemas brutas e lapidadas. Entradas a partir de R$ 5.


Livros

Bogotá também é famosa por suas bibliotecas. Na capital fica uma das mais visitadas do mundo, a Biblioteca Luis Ángel Arango, que recebe diariamente cerca de 9 mil visitantes e possui 2 milhões de livros e capacidade para 2 mil leitores sentados. Com uma biodiversidade imensa, a Colômbia possui diversos tipos de vegetação. No Jardim Botânico José Celestino Mutis é possível conhecer plantas de clima frio do Bosque Andino, até cactos e plantas dos pântanos. Os ingressos custam R$ 2. Para finalizar o roteiro cultural, o Museu Nacional está aberto desde 1823 onde funcionava uma penitenciária, sendo o mais antigo do país. A exposição permanente mostra o modo de vida dos povos indígenas, com múmias dos índios Muíscas até as manifestações modernas. Entradas a R$ 3. Além deste, o Teatro Colón possui estruturas inspiradas em edifícios parisienses e a noite a iluminação dá um charme a mais ao prédio.