Publicidade
Entretenimento
NOVIDADES

Boi Caprichoso revela toadas estratégicas para 2018; ouça 'Traidor', de Ronaldo Barbosa

Além de divulgar as toadas, bumbá azul e branco também lançou o prêmio Marupiara, para reconhecer artistas que se destacaram no Festival 05/12/2017 às 12:12
Show c287ac59 5d69 484d a85f b1617ef47e1f
acritica.com Manaus

O Boi Caprichoso anunciou, na noite desta segunda-feira, em Parintins, 17 toadas estratégicas, incluindo a toada 'Traidor', que estava sendo bastante comentada nas redes sociais do bumbá azul e branco.  O presidente Babá Tupinambá, junto com o Conselho de Arte, apresentou outras novidades aos veículos e profissionais de comunicação, como a entrega de certificado em reconhecimento ao trabalho da imprensa, no auditório Norma Simões Silva.

Dentre as 17 toadas anunciadas, além de 06 já selecionadas anteriormente para o CD Caprichoso 2018, “Traidor” é uma obra musical assinada pelo compositor Ronaldo Barbosa, uma das apostas do projeto boi de arena “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral”. Ouça a toada abaixo:

 

 

O coordenador do Conselho de Arte, Ericky Nakanome, anunciou que o Caprichoso a partir do ano de 2017 premia compositores, artistas, itens e grupos coletivos com o “Prêmio Marupiara”, a ser entregue no dia 23 de dezembro, na Praça dos Bois. 

A criação do prêmio segue o estilo do troféu “Estandarte de Ouro”, do carnaval do Rio de Janeiro, para reconhecer o trabalho voltados ao festival. Nakanome explicou que o critério de avaliação é a nota atribuida pelos jurados do Festival Folclórico de Parintins aos trabalhos de compositores, artistas, itens e grupos coletivos. Antes do anúncio das toadas, o presidente Babá Tupinambá prestou homenagem ao ilustre sócio João do Carmo Oliveira de Jesus, que faleceu na semana passada.

O dirigente azulado anunciou que o nome “João do Carmo” ficará imortalizado em uma biblioteca a ser construída em área em frente a Escola de Arte “Irmão Miguel de Pascalle”, cujo o acervo de livros será constituído de obras literárias sobre cultura amazônica. O sobrinho de Careca, Helder Marcone, representou a família, ainda abalada com a perda do grande torcedor do Boi Caprichoso. Foi ele quem sugeriu ao presidente Babá Tupinambá a homenagem ao tio João do Carmo.

O coordenador do Conselho de Arte comunicou que a entrada para a gravação do DVD do Boi Caprichoso, no Teatro Amazonas, em Manaus, será livros de cultura amazônica para constituir o acervo da Biblioteca “João do Carmo”. Ao falar sobre as toadas estratégicas definidas pelo Conselho de Arte, Ericky Nakonome se pautou em afirmar que obras musicais foram encomendadas a compositores, com foco no projeto boi de arena 2018, em busca do bicampeonato para o Caprichoso.

Ainda para o dia 23 de dezembro, data do primeiro Rufar do Tambor do Boi Caprichoso já no clima de 2018, o Conselho de Arte anuncia a apresentação das coreografias das toadas de galera. “Nós tivemos a prova de que essa revolução pela sabedoria popular ele iniciou pelo conhecimento das pessoas. Os compositores mais tradicionais brincaram com elementos, com sons novos, e abriram um pensamento contemporâneo. Está dado o primeiro passo para a revolução do título de 2018”, enfatizou Nakanome.

O presidente Babá Tupinambá declarou que trabalha para sempre apresentar novidades no Boi Caprichoso e isso começa pelas toadas. “Quero agradecer aos compositores que foram abençoados por Deus para fazer essas grandes obras. Vamos trabalhar muito mais para buscar esse título do bicampeonato”, frisou. O dirigente azulado destacou que o Boi Caprichoso prepara mais surpresas à nação azulada, de olho no festival de Parintins 2018.