Publicidade
Entretenimento
Dinheiro, economia, turismo, viagens, férias

Brasil apresenta destinos acessíveis para as férias de julho

Após a alta do dólar, as cidades brasileiras se tornaram mais atrativas para quem quer gastar menos nas férias do meio do ano 10/06/2012 às 17:37
Show 1
A praia de Jericoacoara, no Estado do Ceará, é uma das mais visitadas pelos turistas amazonenses no mês de julho
Priscila Mesquita Manaus

A subida do dólar para a casa dos R$ 2 foi uma notícia ruim para quem pretendia viajar ao exterior nas férias de julho e ainda não havia comprado as passagens. Diante do aumento dos custos para fazer uma viagem internacional, os destinos brasileiros se apresentam como alternativas interessantes e mais acessíveis.

Segundo operadores de turismo de Manaus, os Estados do Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Gramado, Canela) continuam no topo da lista de preferências dos amazonenses para as férias de julho. No entanto, o proprietário da Amazon Explorers, Eury Barros, destaca que a alta temporada já está começando e, quanto mais cedo for efetuada a compra do pacote, menor será o custo do turista.

“Na baixa temporada, um pacote de três noites em Fortaleza, com passagem e hospedagem inclusas, sai por R$ 1.200, em média. Já na alta temporada pode chegar a R$ 1.800”, explica o empresário.

Para o Rio de Janeiro, o custo de um pacote de três dias pode aumentar de R$ 1.500 para R$ 2.000 em período de alta temporada. Dependendo do destino, a agência parcela os valores dos pacotes em até dez vezes.

Para quem curte o frio
A gerente de vendas da CVC em Manaus, Ana Leite, afirma que as cidades de Gramado, Canela e Campos do Jordão (São Paulo) também lideram as vendas nesse período do ano. Isso porque muitos amazonenses apreciam a temperatura fria e a gastronomia dessas regiões.

“Temos um pacote para Gramado e Canela de cinco dias, com hospedagem e passagem aérea inclusas, que custa R$ 1.900. Já para Campos do Jordão o pacote é semelhante, mas o preço é R$ 2.000. A compra desses pacotes pode ser parcelada em até dez vezes sem juros”.

De acordo com Ana Maria, a valorização do dólar sobre o real não tem gerado desistência dos amazonenses que já haviam marcado viagens para os Estados Unidos. Aliás, ela ressalta que as cidades de Miami e Orlando, no Estado da Flórida, continuam sendo as líderes de vendas quando o assunto é a “terra do tio Sam”.

“As pessoas que querem fazer uma viagem internacional se preparam com muita antecedência. Apesar disso, temos percebido que há um receio em relação à Europa, por causa da crise econômica que gerou a alta do dólar. Alguns clientes que tinham planos de viajar para o continente europeu resolveram adiar o projeto”, diz a gerente de vendas da CVC.

Vinda de turistas
O aumento do dólar beneficia o Amazonas na atração de turistas estrangeiros que querem conhecer o Estado. Segundo Eury Barros, o ponto turístico mais procurado é o Encontro das Águas, em um passeio que dura seis horas.

 “Vai haver um incremento no turismo receptivo dentro de alguns meses”.

Amazonenses no ‘velho mundo’
A proprietária da agência Paradise Turismo, Cláudia Mendonça, afirma que a valorização da moeda americana não tem sido motivo de preocupação para quem já estava com viagem agendada para o exterior. Segundo ela, uma das razões para a manutenção das viagens é que elas já estavam programadas há um ano, em média.

Para se ter uma ideia do que isso significa em valores financeiros, o dólar estava cotado a R$ 1,50 em junho do ano passado. Outro aspecto que tem compensado a alta do dólar é a oferta de promoções por parte das companhias aéreas.

“Elas estão se adequando a esse cenário”, explica Cláudia.

Além da procura pelos destinos norte-americanos, Cláudia ressalta que há uma demanda crescente para o continente europeu, que não existia nas últimas décadas.

“As famílias amazonenses estão descobrindo a Europa e isso é muito bom, porque é um destino rico em cultura. Os países mais procurados têm sido França, Itália e Espanha”, cita.

De acordo com a empresária, a venda de passagens para o “velho mundo” já representa 20% das viagens internacionais viabilizadas pela agência. Com relação aos Estados Unidos, Miami e Orlando continuam sendo as mais solicitadas pelos clientes, que aproveitam os pacotes promocionais.

Expectativa
Até o mês de julho, a Paradise Turismo também aguarda um crescimento na venda de passagens para destinos nacionais. A expectativa é que os mais procurados sejam Rio de Janeiro, Santarém (PA), Fortaleza, Gramado, Canela, Porto Alegre, Poços de Caldas (MG) e Campos do Jordão (SP).