Publicidade
Entretenimento
Vida

Busca implacável 2 bate recordes de bilheteria nos cinemas

Como o nome sugere, o filme continua a mostrar a vida do consultor de segurança Bryan Mills (Neeson), que na produção anterior teve que resgatar a filha, Kim (Maggie Grace), levada por traficantes de mulheres 08/10/2012 às 07:19
Show 1
O irlandês Liam Neeson não é mais nenhum garotão, mas consegue quebrar muito marmanjo
Mellanie Hasimoto ---

Com uma bilheteria que só nos Estados Unidos bateu os US$ 50 milhões, o thriller de “Busca implacável 2” é, no mínimo, interessante de ser visto. Estrelada pelo veterano Liam Neeson, a produção é uma verdadeira salada: mistura cenas de ação em um cenário europeu belíssimo, equipe de produção francesa e atores hollywoodianos, fórmula que garante sucesso, mesmo sem o frescor da primeira versão do longa.

Como o nome sugere, o filme continua a mostrar a vida do consultor de segurança Bryan Mills (Neeson), que na produção anterior teve que resgatar a filha, Kim (Maggie Grace), levada por traficantes de mulheres. Por ter matado todos os envolvidos na abdução de sua filha, os parentes do chefe da quadrilha albanesa querem vingança, e portanto querem sequestrar a família do agente altamente treinado.


Lutas, explosões e perseguições em alta velocidade pelas ruas de Istambul, na Turquia, levam o espectador a momentos de tensão e adrenalina, mesmo com os clichês da fórmula um tanto batida: o exército de um homem só. Praticamente um super-homem, a força sem fim de Mills só é crível porque Neeson dá um tom contundente ao personagem.

Ação

O irlandês Liam Neeson não é mais nenhum garotão, mas consegue quebrar muito marmanjo, em planos rápidos, que deixam a gente meio que sem entender direito o que está acontecendo na tela.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).