Publicidade
Entretenimento
NOVOS ARES

Cadeia Raimundo Vidal Pessoa é entregue para Secretaria de Cultura do Amazonas

O terreno será transformado em um espaço cultural que beneficiará os artesãos do Amazonas. Até o momento, não existe prazo para que o novo espaço seja inaugurado 05/12/2017 às 16:56 - Atualizado em 05/12/2017 às 17:24
Show cadeia p blica
(Fotos: Michael Dantas/SEC)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, localizada no Centro de Manaus, foi entregue nesta terça-feira (5), para a Secretaria de Estado de Cultura (SEC). O terreno será transformado em um espaço cultural que beneficiará os artesões do Amazonas. Até o momento, não existe prazo para que o novo espaço seja inaugurado.

Em entrevista ao Portal A Crítica, o titular da SEC, Denilson Novo, disse que a meta a partir de agora é resgatar a forma original do prédio. "Nosso plano primeiramente é resgatar a forma original do prédio. Vamos demolir os pavilhões e fazer a restauração. Depois o plano é ocupar, transformar o local em um Centro da Cultura Popular. Vamos realizar atividades no prédio com auxílio da Secretaria de Trabalho do Estado (Setrab). Também teremos uma oficina permanente para desenvolvimento de artesanato e outra de capacitação para esses profissionais", disse Denilson.

O secretário destacou que o local também será utilizado para que exposições artísticas possam ser apresentadas para os frequentadores.Ele comenta que o terreno é localizado em uma área estratégica e representa muito para a história do povo amazonense.

"Vamos trabalhar exposições permanentes com temas diferentes da cultura do Amazonas, com as histórias do bois de Manaus e das benzedeiras. No espaço central queremos preparar um local para apresentações de dança e manifestações folclóricas, como as pastorinhas do Amazonas e a dança do cacetinho. Eu acredito que não existe uma natureza melhor que as artes para melhorar o ambiente do prédio", destacou.

Segundo Denilson, por enquanto as atividades estão em fase de projeto, mas o objetivo do novo Centro Cultural será resgatar as raízes culturais do povo do Amazonas.  É uma obra que não vai acabar esse ano, porque depende de recursos, mas vamos trabalhar e deixar uma boa semente, para recuperar a estrutura do prédio e após isso apostar em uma administração correta. A localização é muito estrategica e cheia de história. Ali na ponte do Educandos passavam os bois de Manaus. É um sentimento de conquisa", afirmou.