Publicidade
Entretenimento
Vida

Caio Blat encena obra de poeta amazonense durante I Bienal do Livro Amazonas

A respeito dos poemas de Aníbal Beça, Caio revela que se encantou. “Aníbal Beça é espetacular e cada peça de  Suítes para os habitantes da noite’ sugere uma canção, desde o rock até o xote, passando por todos os ritmos brasileiros", revela 30/04/2012 às 22:36
Show 1
O ator Caio Blat durante "Livro Encenado" interpretando obra do poeta amazonense Aníbal Beça, na I Bienal do Livro Amazonas
MAYARA BRILHANTE ---

As palavras de Aníbal Beça foram destaque na noite deste domingo (29) na voz do ator Caio Blat, que participou do “Livro Encenado” – mais uma programação da I Bienal do Livro Amazonas. “Suítes para os habitantes da noite” foi a obra escolhida para mostrar ao público o estilo do poeta amazonense que utiliza o haicai, uma forma poética de origem japonesa, para transformar sentimentos em versos.

“É sempre um desafio ler poesia, pois ela tem uma linguagem própria. É uma leitura particular”, disse Caio Blat.

A respeito dos poemas de Aníbal Beça, Caio revela que se encantou. “Aníbal Beça é espetacular e cada peça de ‘Suítes para os habitantes da noite’ sugere uma canção, desde o rock até o xote, passando por todos os ritmos brasileiros. Acho que todos deveriam ler um pouco das obras dele. É realmente encantador”, afirma.

Para a estudante Ana Carolina Silva, a interpretação de Caio Blat a fez ter mais interesse pelas obras do artista amazonense. “Já conhecia alguns trabalhos de Aníbal Beça, mas hoje, com a leitura feita pelo Caio, senti que as palavras passavam uma vibração diferente, algo que atiçou meu interesse. Gostei da forma em que o autor utiliza versos para expressar os sentimentos”, disse.

Aníbal Augusto Ferro de Madureira Beça Neto (1946-2009) é um poeta amazonense e conhecido por usar o estilo oriental em seus poemas: o haicai. Aníbal tem 17 obras literárias publicadas entre outros trabalhos, como a música, sua outra paixão. Durante o evento, a família do autor também esteve presente para prestigiar o artista, que faleceu em 2009, vítima de complicações da diabetes.

A Bienal do Livro está sendo realizada pela primeira vez no Amazonas e ocorre de 27 a 6 de maio, no Studio 5. O evento conta com a participação de 60 expositores e 40 autores convidados. O horário de funcionamento será das 10h às 22h e conta com quatro espaços dedicados à cultura, leitura e debate, além da participação de autores internacionais. As entradas custam R$2,00 (inteira) e R$1,00 (meia-entrada para estudantes e idosos).