Publicidade
Entretenimento
Calvície

Calvície: como prevenir ou solucionar

Em casos mais graves da perda dos fios, a cirurgia de microtransplante capilar pode ser a única saída. Porém, pessoas que ainda não manifestam a calvície podem prevení-la com alimentação enriquecida em nutrientes 18/09/2012 às 10:32
Show 1
Mesmo em casos sem gravidade declarada, é necessário aliar-se à alimentação e ao bem-estar quando o que se quer é preservar os fios
acritica.com Manaus, AM

A queda dos cabelos representa um declínio na autoestima de homens e mulheres. Fatores como doenças capilares e não-capilares, tratamento de enfermidades, carência de nutrientes no organismo e até mesmo distúrbios psicossomáticos, como stress, determinam a desordem do organismo e, por conseguinte, do couro cabeludo. A perda dos cabelos é denominada calvície, uma desconcentração capilar causada pela queda acentuada de cabelo sem reposição.

O diretor do Centro Nacional de Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn, explicou os fatores que originam a calvície, que mesmo possuindo raízes genéticas, não se restringem apenas a este item para ocorrer.

Fatores genéticos

“A alopécia androgenética, como é conhecida pelos especialistas, é causada por fatores hereditários, genéticos, advindos do lado materno, paterno ou de ambos. Esta ‘tendência genética’ pode pular uma geração inteira ou afetar um irmão e outro não,” ressaltou o diretor, afirmando que cerca de 70% dos homens e 15% das mulheres serão acometidas pela calvície em algum momento da vida.

Procedimento cirúrgico

Alguns casos são extremamente graves, onde o indivíduo nota considerável perda de fios involuntariamente ao passar a mão nos cabelos, ou ao encontrá-los sobre roupas e objetos próximos, significando um pré-indício de calvície. Nessa instância, apenas cirurgias de microtransplante capilar - transportação de fios saudáveis da parte posterior da cabeça para recobrir a área calva - podem solver o problema.

“Muitas mulheres não a procuram por pura falta de informação ou por acharem que é indicada somente para homens. Quando bem indicada os resultados são excelentes e devolvem a autoestima e o prazer de viver em sociedade”, afiançou Korn, defendendo as origens genéticas como propensoras da perda de fios masculina, e na perda de fios feminina, praticamente todas as ações influenciam sobre a queda dos cabelos.

Alimentação e exercícios: grandes aliados

Mesmo em casos sem gravidade declarada, é necessário aliar-se à alimentação e ao bem-estar quando o que se quer é preservar os fios. Enriquecer-se de vitaminas, como complexo B, óligo-elementos com Zinco, Cobre e Ferro somados a atividades físicas são cruciais na constante manutenção do organismo, culminando no reajuste da fibra capilar.

“O cabelo é basicamente queratina, que é uma proteína. Portanto dietas pobres em proteínas ou de baixo valor biológico afetam e muito a vitalidade dos cabelos, o que geralmente ocorre em regimes sem supervisão médica”, alertou o médico.