Publicidade
Entretenimento
Câncer de mama masculino

Câncer de mama também atinge homens

Apesar da doença chamar a atenção por ser registrada mais em mulheres, homens também podem ser vítimas do câncer de mama 21/03/2013 às 11:07
Show 1
Homens também podem ser vítimas do câncer de mama
acritica.com Manaus

A preocupação com a saúde das mamas não deve ser uma prerrogativa apenas feminina.  O alerta é feito por médicos que apontam a necessidade dos homens também se preocuparem com o câncer de mama que, apesar de mais raro neles, também é uma ameaça real.

Apesar de ser uma doença que pode surgir em qualquer parte do corpo, o câncer afeta mais alguns órgãos do que outros, entre os mais visados estão o pulmão e a mama. Este último é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo e também o mais comum entre as mulheres correspondendo a 22% dos novos casos a cada ano. Segundo dados do INCA, o câncer de mama totalizou 12.852 mortes no ano de 2010.

Ao contrário do que se pensa, o câncer de mama também afeta os homens, apesar de ser mais raro entre o sexo masculino. Dados provenientes do INCA apontam que a proporção entre homens e mulheres é de 1 caso masculino, para cada 100 casos femininos da doença.  Em relação à faixa etária em que essa doença se manifesta nos homens, geralmente é entre os 50 e os 60 anos que o câncer de mama masculino começa a aparecer.

Diferente de muitos casos de câncer mamário feminino, a doença é detectada na maioria das vezes em um estágio mais avançado nos homens. O principal motivo dessa demora no diagnóstico, segundo especialistas, é o preconceito, pela doença ter as mulheres como alvo na grande maioria das vezes, e a falta de conscientização sobre a importância dos exames de rotina.

Entre as principais causas dessa doença nos homens, estão as alterações genéticas, hormonais, alimentação rica em gorduras e excesso de álcool ingerido, além disso, o uso de anabolizantes ou de hormônios também são fatores importantes para o desenvolvimento dessa doença.  

O tratamento do câncer de mama no homem, assim como na mulher, depende do estágio em que o paciente se encontra, depois do autoexame e da mamografia, é efetuada a cirurgia para retirada da mama e, quando necessário, complementa-se com quimioterapia ou radioterapia.


No sexo feminino é possível realizar a reconstrução da mama, que pode ser feita com retalhos de tecidos e implante de prótese mamária. Nos homens essa reconstrução também é possível, afirma Dr. Alderson Luiz Pachecho, cirurgião plástico. “No homem, devido à sua anatomia torácica, não há necessidade de reconstrução do volume e as técnicas têm como objetivo o melhor resultado estético da região peitoral, o adequado posicionamento das cicatrizes finais e o fechamento da ferida cirúrgica”, explica o especialista.  
O médico também ressalta que, independente do sexo, as pessoas devem se autoexaminar para que possam identificar alguma irregularidade na mama, além disso, a prática de exercícios físicos juntamente a uma alimentação balanceada são os maiores aliados na prevenção dessa doença.