Publicidade
Entretenimento
Audiovisual

Cardápios variados se tornam pauta no documentário ‘Comer o quê?’

Cineclube Tudo Muda Após o Play! exibe a produção neste sábado (12), às 14h, em sessão gratuita 12/11/2016 às 09:35 - Atualizado em 12/11/2016 às 09:52
Show alex
Alex Atala é um dos entrevistados da produção. Foto: Reprodução/Internet
acritica.com Manaus (AM)

Você sabe o que você come? A comida define nossa identidade? Quais os benefícios dos alimentos orgânicos? Você conhece a horta urbana mais próxima da sua casa? Essas e outras perguntas são exploradas no documentário “Comer o quê?”, que será exibido hoje, às 18h, no cineclube Tudo Muda Após o Play! A exibição marca o retorno das sessões do espaço, sob responsabilidade do Centro Popular do Audiovisual (CPA) e das comunicadoras Jéssica Botelho e Dirce Quintino.

No documentário dirigido por Leonardo Brant, personagens como Alex Atala, Bela Gil, Helena Rizzo, Josimar Melo, Neka Menna Barreto, Marcos Palmeira, Marcio Atalla, Roberto Smeraldi, Fabiolla Duarte, Claudia Visoni e outros entrevistados levam o espectador aos seus cotidianos para um mergulho na gastronomia nacional e nos hábitos alimentares dos brasileiros.

Além da comida

Além do time de chefs consagrados, produtores rurais e especialistas em gastronomia, nutrição e economia abordam temas como agronegócio, a comida como forma de sociabilidade, a incorporação de paisagens brasileiras à mesa, alimentos orgânicos, saúde e outros temas.

Para a sessão no Tudo Muda Após o Play!, o cineclube contará com o convidado Victor Alexandre, permacultor e membro do instituto de agroecologia da Amazônia, que irá debater com o público presente as questões levantadas pelo documentário.

Novas sessões

Marcando o retorno das atividades do Tudo Muda Após o Play!, “Comer o quê?” tem a ver com os ideais que norteiam tanto o Centro quanto os trabalhos desenvolvidos por Jéssica e Dirce. “Eu mantenho o blog ‘Gordirce’, sobre culinária, onde sempre discutimos a questão alimentar, então sugeri que poderíamos partir daí com o projeto”, conta Dirce.

“O CPA tem como objetivo fomentar mesmo o debate sobre Direitos Humanos e melhorias nas condições de vida em geral, discutir a alimentação, indo dos aspectos da produção à como a comida chega na mesa é um debate importante”, avalia Michelle Andrews, uma das coordenadoras do projeto.

A parceria do CPA com Dirce e Jéssica ajudou a reativar as sessões do cineclube mantido pelo Coletivo Difusão, que iniciou suas atividades em 2009, e agora é de responsabilidade do Centro. A proposta é oferecer uma programação de filmes com temas diversos, disponíveis em plataformas de distribuição online, em sessões quinzenais, com entrada gratuita.

Incentivo à cadeia do audiovisual

Lançado em meados de outubro deste ano, o CPA é uma iniciativa que visa estimular o desenvolvimento da cadeia do audiovisual em seus diversos níveis. O projeto conta com o apoio da Fundação Banco do Brasil por meio de edital. Para Michelle Andrews, uma das coordenadoras da iniciativa, o cineclubismo cumpre função essencial nesse objetivo.

“O CPA pretende realizar a formação profissional de pelo menos 100 jovens em seu primeiro ano de funcionamento, mas não pensamos apenas na realização de produções audiovisuais, queremos fomentar também os aspectos de exibição, pesquisa e difusão dessa cadeia, então, nada mais natural do que abrigarmos a formação cineclubista”, avalia Michelle Andrews.

Serviço

O que é: exibição do filme “Comer o quê?”, de Leonardo Brant – Cineclube Tudo Muda Após o Play

Onde: rua Boa Sorte, 555, bairro Presidente Vargas, antiga Matinha

Quando: neste sábado (12), das 14h às 19h

Quanto: Gratuito

Informações: (92) 3186-9818