Publicidade
Entretenimento
Vida

Cia Voar Teatro de Bonecos apresenta espetáculo no Teatro Amazonas durante feriadão

As pequenas criaturas são como crianças, e logo conquistam a simpatia da escritora, com suas brincadeiras, estripulias, imaginação fértil e simplicidade de ações 01/09/2012 às 11:19
Show 1
Bonecos - Situações mágicas e universo infantil em peça da Voar
Virgílio Simões ---

A Cia Voar Teatro de Bonecos, de Brasília, traz a Manaus, na próxima semana, o espetáculo “Os meninos verdes”, no Teatro Amazonas.

A peça é uma adaptação de texto homônimo de Cora Coralina, e conta a história de Dona Cora, que descobre no jardim de sua casa uma estranha planta, surgida misteriosamente. Das folhas da planta nascem pequenos seres esverdeados, que passam a conviver com a poetisa.

As pequenas criaturas são como crianças, e logo conquistam a simpatia da escritora, com suas brincadeiras, estripulias, imaginação fértil e simplicidade de ações.

Coralina trabalhou a ternura e pureza de suas personagens para tratar do universo tipicamente infantil. Jogos, meninices e sonhos de criança são alguns elementos explorados pela escritora.

Uma infância diferente

O diretor do espetáculo, Marco Augusto Rezende, disse que tomou contato com o livro de Coralina há sete anos. “Eu nem imaginava que ela possuía trabalhos voltados para o público infantil. Quando li, percebi que o texto sugeria cenas riquíssimas para montagem com teatro de bonecos”, comentou o diretor, que também fez a adaptação do texto.

A peça também trata de questões como o respeito à infância. “A Dona Cora, num primeiro momento, não sabe como cuidar das crianças verdes, e precisa aprender com o convívio. O texto traz lições sobre como aceitar as novidades que a vida proporciona”, comentou Rezende.

Além de Dona Cora e os garotos verdes, a peça traz outros personagens engraçados, todos interpretados pelo trio Jullya Graciela, Lúcia Corrêa e João Henrique Veloso. Eles acompanham Marco Rezende, na Companhia Voar.

Para rodar todo o Norte

Trupe circula região Norte com peças infantis

A companhia foi premiada pelo edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do Distrito Federal. A trupe concorreu com a proposta de levar seus espetáculos para todos os Estados onde ainda não haviam se apresentado.

Este ano, “Os meninos verdes” já foi encenado em Salvador, Aracaju, Teresina e Macapá. Depois da apresentação em Manaus, a trupe parte para Rio Branco.

“Na verdade, fizemos nossa estreia em Manaus no ano passado, quando fomos convidados para o Festival de Teatro da Amazônia. Ainda assim, mantivemos a cidade na programação, pois temos muito interesse, atualmente, em circular mais pela região Norte do País”, declarou Rezende.

O ator relembra que um dos grandes momentos da companhia aconteceu em 2009, durante as comemorações dos 130 anos de nascimento de Cora Coralina, quando eles encenaram a peça no quintal da casa onde a escritora morou.

Teatro popular

A companhia informou também que metade dos assentos do teatro serão reservados para instituições de caridade, escolas e abrigos. As instituições levarão grupos fechados de estudantes e beneficiados para assistir ao espetáculo.

A meia-entrada é valida para crianças  até 12 anos, artistas, estudantes, professores, doadores de sangue e idosos acima de 60 anos, com a apresentação de seu respectivo comprovante. A peça tem duração aproximada de 45 minutos e a classificação etária é livre.