Publicidade
Entretenimento
Buzz

Cineasta Eduardo Coutinho é assassinado

O filho do cineasta, Daniel Coutinho é o principal suspeito de ter cometido o crime. A mulher de Eduardo também foi ferida e está internada no Hospital Municipal do Rio em estado grave 02/02/2014 às 20:04
Show 1
Coutinho foi um dos maiores cineastas do Brasil com uma longa carreira dedicada a documentários
acritica.com Manaus (AM)

O Brasil perdeu um de seus melhores cineastas neste domingo (2) quando Eduardo Coutinho, 81, foi assassinado à golpes de faca na casa onde morava com a família no bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio. A delegacia de homicídios carioca confirmou para a imprensa que o filho, Daniel Coutinho, é o principal suspeito do crime.

O cineasta Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi assassinado a facadas neste domingo por volta das 11h50 dentro de casa, no bairro da Lagoa, zona sul do Rio. O filho, Daniel Coutinho, é tido como o principal suspeito, segundo a polícia.

A mulher de Coutinho, Maria Oliveira Coutinho também foi atacada e está internada no Hospital Municipal Miguel Couto em estado grave. Daniel, segundo vizinhos, sofre de esquizofrenia e teria tido um surto no momento do ataque aos pais.

Segundo familiares o velório e o enterro ainda não têm data para acontecer.

Coutinho foi um documentarista brasileiro com mais de trinta anos de carreira. Ficou famoso por seu filme ‘Cabra Marcado para Morrer’, concluído 20 anos depois de seu início.