Publicidade
Entretenimento
Buzz

CMA presta apoio a municípios atingidos pela cheia no Acre

O CMA disponibilizou tropas e equipamentos da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e do 2ª Grupamento de Engenharia, especificamente, do Comando de Fronteira Acre/4º Batalhão de Infantaria de Selva e do 7º Batalhão de Engenharia de Construção, ambos sediados em Rio Branco – AC 23/03/2012 às 16:27
Show 1
Equipes do CMA foram deslocadas para o Acre no intuito de prestar apoio às famílias atingidas pela enchente
acritica.com Manaus

O Exército Brasileiro, emitiu nota informando que, por meio do Comando Militar da Amazônia (CMA), desde os primeiros indícios de calamidade provocados pelo transbordamento do Rio Acre e seus afluentes, no dia 16 de fevereiro do corrente ano, vem apoiando as ações de defesa civil no Estado do Acre.

O CMA, em atenção aos pleitos das autoridades constituídas daquele estado e sensível à situação difícil dos brasileiros residentes nas regiões atingidas pela calamidade, de imediato disponibilizou tropas e equipamentos da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e do 2ª Grupamento de Engenharia, especificamente, do Comando de Fronteira Acre/4º Batalhão de Infantaria de Selva e do 7º Batalhão de Engenharia de Construção, ambos sediados em Rio Branco – AC.

O agravamento da situação levou o Comando do Exército a decidir por reforçar aquelas com ações com envio de helicópteros do 4º batalhão de Aviação do Exército, sediado em Manaus – AM e de tropas do 54º Batalhão de Infantaria de Selva, sediado em Humaitá – AM, totalizando um efetivo de cerca de 700 militares, nas localidades de Rio Branco, Assis Brasil, Boca do Acre, Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Taraucá, Porto Acre, Brasiléia, Epitaciolância, Santa Rosa do Purus e Xapuri.

Mobilizou, também, homens do 1º Batalhão de Infantaria de Selva (1º BIS), sediado em Manaus-AM, para apoiar a Defesa Civil do estado do Amazonas no embarque de material para apoiar a fração da população acreana ora desabrigada pelas enchentes dos rios.

Exército Brasileiro, mais do que a cooperação institucional, reitera o seu compromisso para com o bem-estar do povo brasileiro, particularmente nesses momentos difíceis, solidarizando-se e priorizando as suas ações em prol das populações afligidas por esse sofrimento reforçando o seu papel de Mão Amiga.