Publicidade
Entretenimento
60º FESTIVAL FOLCLÓRICO DO AMAZONAS

Começa a disputa entre os bois da Categoria Ouro na Arena Povos da Amazônia

Os bumbás Carinhoso, Corre Campo e Garanhão entram na arena hoje (22). Amanhã (23) será a vez do Galante, Brilhante e Brilha Noite 21/09/2017 às 20:04 - Atualizado em 22/09/2017 às 08:59
Show 2
(Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

O 60º Festival Folclórico do Amazonas, que tem reunido bois-bumbás, danças, cirandas, garrotes, quadrilhas, cacetinhos e tribos, na arena do Centro Cultural dos Povos da Amazônia, desde o dia 16 deste mês, numa grande homenagem à cultura popular do Amazonas, dá o adeus a mais uma edição com a disputa acirrada entre os Bois-Bumbás das modalidades Master A e B. O evento, realizado com patrocínio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, é uma excelente opção de lazer para toda a família, que pode prestigiar a cultura local e ainda aproveitar as barracas de comidas típicas, bebidas e outros atrativos.

Nas duas últimas noites do Festival, os bois-bumbás de Manaus vão apresentar às torcidas na arena do Povos da Amazônia itens como Apresentador, Levantador de Toadas, Sinhazinha da Fazenda, Rainha do Folclore, Porta Estandarte, Cunhã-Poranga, Tribo Indígena Coreografada, Lenda, Batucada/Marujada/Ritmada/Tamurada, Amo do Boi, Evolução do Boi, Auto do Boi, Toada, Alegoria, Pajé e Ritual. As apresentações serão avaliadas por um júri composto por nove pesquisadores das áreas de Antropologia, Artes Cênicas e Música.

Na sexta-feira (22), a noite do folclore popular tem início às 19h30, com a quadrilha tradicional Marupiaras do Amazonas, seguida dos três representantes da modalidade Boi-Bumbá Master A: Carinhoso, Corre Campo e Garanhão. Cada grupo terá até duas horas para realizar sua apresentação.

Encerrando o Festival, a última noite de apresentações, sábado (23), começa às 18h30 com as apresentações de cinco grupos folclóricos: Renascer (Garrote Regional), Império da Compensa (Ciranda), Cangaceiros de Lampião (Dança Nordestina), Em Busca da Paz (Quadrilha de Duelo) e Tradição da Ciranda (Ciranda). E a noite termina com as performances dos três representantes da modalidade Boi-Bumbá Master B: Galante, Brilhante e Brilha Noite, cada qual com até 1h30 para evoluir na arena.

Na 59ª Edição do Festival, o campeão da categoria Master A foi o Boi-Bumbá Corre Campo; e da Categoria Master B, foi o Bumbá Carinhoso, que ascendeu para a Categoria A. Já o Bumbá Brilhante, último colocado da Categoria A, desceu para a B.

Para Alvacir Siqueira, presidente do Corre Campo, o público pode esperar uma belíssima apresentação. “Os brincantes estão muito ansiosos para começar a disputa, por não ter ocorrido no ano passado. Neste ano em que o Corre Campo completa 75 anos de existência, vamos entrar na arena com o tema ‘Patrimônio do Povo’. Estamos prontos para a guerra!”, concluiu.

Altelia Ribeiro, presidente do Boi-Bumbá Garanhão, considera que neste ano ‘leva’ o título, pois a comunidade de Educandos abraçou a causa. “Nosso tema é ‘Caminhos ancestrais, guardiões da Amazônia’, e acredito que nos superamos para executá-lo. Desde 2016 vínhamos pensando neste tema e nos empenhando. Graças a Deus, estamos prontos para fazer o melhor festival”, declarou.

Atrações e barracas 

Em todas as noites do Festival, cada apresentação terá 30 minutos de duração, à exceção das associações folclóricas das categorias Boi-Bumbá Master A, que terão até duas horas para evoluir na Arena, e Boi-Bumbá Master B, com até 1h30 de apresentação, cada. Nesta edição, a mostra de grupos folclóricos terá caráter não competitivo, exceto para as categorias Boi-Bumbá Master A e B.

Além das apresentações, os espectadores do 60º Festival Folclórico do Amazonas podem aproveitar também as iguarias típicas dos festejos juninos, oferecidas em diversas barracas na área de alimentação do evento, no entorno da arena do Centro Cultural dos Povos da Amazônia.

A nova edição do Festival Folclórico do Amazonas conta com recursos garantidos pelo Governo do Amazonas, que disponibilizou um montante de R$ 800 mil para apoio a grupos e bumbás participantes do evento. Parte da verba é oriunda de parceria com a Coca-Cola.

Para mais informações sobre essas e outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br). Confira também os perfis do órgão nas redes sociais Facebook (facebook.com/culturadoamazonas), Twitter (@SEC_Amazonas) e Instagram (@secretariaculturaamazonas).