Publicidade
Entretenimento
Instalação Jacarezinho

Comunidade do Rio de Janeiro é retratada por crianças e adolescentes em instalação fotográfica

Instalação fotográfica interativa “O Muro” exibe múltiplos registros da comunidade feitos por quem vive nela 14/09/2012 às 11:55
Show 1
Instalação mostra diversos olhares das crianças da comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro
acritica.com Manaus

Muito de um lugar é revelado pelos olhos de quem vive ali e se o olhar é de uma criança o que se vê pode tornar-se surpreendente! É isso o que pretende mostrar a instalação interativa  “ O Muro” que vai estar em exposição a partir do dia 19 de setembro, na comunidade do Jacarezinho, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Oitenta crianças da comunidade, com idade entre 8 e 17 anos usaram a criatividade com o objetivo de mostrarem um novo olhar de dentro da favela.  “O Muro” é resultado do projeto “ Eu Sou”, que desde 2005 desenvolve um trabalho de artes plásticas com crianças e adolescentes do Jacarezinho. A proposta para montar a instalação interativa era que as crianças fotografassem o lugar onde moram com o objetivo de mostrá-lo a pessoas que não o conhecem, seguindo a estética artística à qual foram apresentadas.

O trabalhou resultou em mais de 200 fotos, das quais 80 serão expostas. Registros de flores, passarinhos e árvores se misturam a fotos que mostram crakeiros e lixo, retratando parte do cotidiano das crianças na comunidade. Segundo o idealizador de tudo, o escultor, artista plástico e arte-educador Helio Rodrigues, o resultado final foi surpreendente e emocionante: - Ajudamos as crianças a terem um olhar estético sobre o que já existe e a transformar em arte o que elas veem todos os dias. Agora vamos mostrar ao asfalto esse novo olhar da comunidade, outros ângulos, novas perspectivas.

Depois de ficar na própria comunidade, a instalação interativa itinerante segue para o Museu da República e de lá vai  para a Biblioteca Parue de Manguinhos. Em 2013, a instalação chegará a outros estados brasileiros e ao exterior a países como Portugal e França.

A exposição e o projeto “Eu Sou” têm o patrocínio da Farmoquímica e apoio do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet - Lei de Incentivo do Ministério da Cultura.