Publicidade
Entretenimento
SUCESSO

Confeiteira radicada em Manaus sonha alto em reality show de Buddy Valastro

Nascida em Belém, Rita Santos, do ateliê 'Fofurices da Ritoca', representa a região amazônica no programa 'Batalha dos Confeiteiros', da Record TV 22/04/2018 às 17:38 - Atualizado em 23/04/2018 às 07:47
Show img 2978
Laynna Feitoza Manaus

A gastronomia amazônica, com seus peixes e ervas, já figuraram nos mais diversos “realities culinários” pelo País. Agora é a vez da confeitaria da terra ganhar espaço e invadir as telas. A cake designer Rita Santos, do ateliê amazonense Fofurices da Ritoca, está participando do reality “Batalha dos Confeiteiros”, que vai ao ar todas as quartas-feiras às 19h45 (horário de Manaus) na Record TV. O programa é comandado por ninguém menos do que Buddy Valastro, que ganhou o apelido de “Cake Boss” por ser considerado um dos maiores confeiteiros do mundo.

Radicada em Manaus, Rita foi vencedora do concurso “O Bolo Mais Bonito do Brasil” em agosto de 2014, realizado pelo programa “Hoje em Dia” (TV Record), para comemorar os nove anos de existência do matinal. Para este novo programa, Rita conta que se inscreveu, foi selecionada e participou de várias seletivas. “Eu fiz testes de vídeo, presenciais. Depois respondi a vários questionários. Fiz teste psicológico também”, destaca ela.

Quando Rita descobriu que participaria do programa, estava em um salão de beleza fazendo escova no cabelo e manicure, em plena sexta-feira. Foi quando o telefone tocou. “Falei ‘para aqui’, é uma ligação importante. Atendi e me comunicaram que eu estava dentro”, coloca ela. A competição tem caráter eliminatório, e no fim premiará aquele que será chamado de “o melhor confeiteiro do Brasil”.

Agitação

No episódio de estreia do reality, Rita já começou agitando as estruturas. Para a prova de eliminação, cada grupo tinha que fazer um bolo que representasse um gênero musical brasileiro. O grupo de Rita escolheu o gênero sertanejo. O produtor Rick Bonadio e a cantora Valesca Popozuda ajudaram a avaliar os bolos ao lado de Buddy, que afirmou ter achado o bolo muito pequeno e, no fim, o grupo de Rita foi escolhido como o perdedor da prova. Deste grupo, Buddy teve que eliminar alguém e escolheu a participante Dominique Conceição para voltar para casa. De Rita, Valastro elogiou o senso crítico.

“Nosso grupo estava bem enrolado. A gente fez um bolo e falei que o bolo não estava legal, que a gente precisava melhorar. Mas o bolo não estava mesmo legal e as outras meninas não gostaram do que eu falei. Elas votaram em mim alegando que sou pessimista. Mas o bolo não estava legal, e no fim, Buddy disse o mesmo. Para mim, estávamos pecando nos detalhes. Fiquei bem nervosa tentando me defender, mas no final o Buddy falou uma coisa bem legal: disse que acreditava em mim e na minha garra”, coloca ela.

Um perfil e uma história

Nascida em Belém (PA), Rita Santos possui o ateliê Fofurices da Ritoca há nove anos. “Quando eu vim para Manaus, já trabalhava com bolo, mas não tinha o ateliê. Ao mudar, o negócio foi crescendo e precisamos nos mudar de um apartamento para uma casa, porque confeitaria envolve muito material. Só que o negócio continuou crescendo e tivemos que nos mudar de casa de novo”, lembra ela.

Questionada sobre a sua personalidade no programa, Rita alega que sempre se posicionou na vida e que, para algumas pessoas, isso não é legal. “Para cuidar de um negócio é importante ser realista. Vou entregar um trabalho ruim para o cliente? Me enganar para quê? Sou bem detalhista. As minhas clientes me defenderam, falando que eu sou detalhista. As pessoas falam que provam um doce numa festa e sabem que é meu”, ressalta ela.

Publicidade
Publicidade