Publicidade
Entretenimento
MÚSICA

Confira 10 apresentações inesquecíveis do Festival Rock in Rio

Para relembar a história do Festival o acritica.com separou alguns dos shows mais marcantes 09/09/2017 às 15:43
Show rock in rio
acritica.com Manaus (AM)

A edição de 2017 do Rock in Rio, que acontece nos dias 15 a 17 e 21 a 24 de setembro, promete shows incríveis que vão ficar na memória dos fãs de música.

E para relembar a história do Festival, o acritica.com separou alguns dos shows mais marcantes:

James Taylor, 1985

O cantor americano considera o seu show no Rock in Rio I, um marco em sua vida.

Barão Vermelho, 1985

Os cariocas foram ovacionados pelo público. Tocando hits de toda a carreira, Cazuza fez uma incrível performance de “Pro dia Nascer Feliz”.

Queen, 1985 (Momento Épico)

A banda inglesa tocou duas noites e fez história com a performance de “Love Of My Life” embalada pelo coro brasileiro.

Guns N´Roses , 1991

Slash, em sua autointitulada biografia relembra o show de 91: “Acho que nunca tinha visto um público tão enlouquecido pelo Guns”.

Cássia Eller, 2001

Cantou hits como” Malandragem” e “Segundo Sol”. Porém, o que marcou foi o jeito desinibido da cantora, que chegou a mostrar os seios durante uma música.

Steve Wonder, 2001

O músico super carismático conquistou o público. Principalmente quando cantou uma versão de Garota de Ipanema. Além de encerrar o show com a dançante “Superstition”.

Beyoncé, 2013

A diva do pop marcou o festival em 2013. Com um espetáculo cheio de coreografia, a cantora chegou a dançar funk, para delírio do público.

Bruce Springsteen, 2013

O cantor chamou o público para o palco, tocou violão com uma fã. Além de cantar todos os hits e tentar a toda hora falar português.

Queen, 2015

30 anos após Fredy Mercury marcar o festival, o grupo voltou ao Rock in Rio e não decepcionou. Adam Lambert prestou uma linda homenagem a Mercury.

Rihanna, 2015

Para os fãs o show da Rihanna na penúltima noite do Rock in Rio de 2015  já está entre os melhores da cantora, afinal ela cantou 23 músicas e incluiu faixas esquecidas como “Cold Case Love” e “Talk That Talk”