Publicidade
Entretenimento
Buzz

Conheça algumas histórias de paixão eterna entre artistas

Veja algumas histórias de amor com muita arte envolvida 10/06/2012 às 16:00
Show 1
Cantora Karine Aguiar e o músico Ygor Saunier em clima de romance
Rafael Seixas ---

Comemorado no dia 12 de junho, o Dia dos Namorados é aquele tipo de data em que se deve mostrar o sentimento pela pessoa amada. E esse sentimento, chamado amor, complicado de entender, de sentir, de viver, sempre inspirou os artistas. Por isso, nada melhor que os próprios talentos da terra contarem suas histórias de amor e união. Um exemplo de amor, de destino, foi o encontro dos artistas plásticos Buy Chaves e Helen Rossy, que se apaixonou pela arte graças ao contato que teve com Buy. “Nós nos conhecemos no dia 11 de setembro de 1990, em plena Joaquim Nabuco (avenida), eu com 18 anos de idade e ele com 32. Fomos apresentados por um amigo que estava transtornado por encontrar seu carro encurralado, tendo um compromisso. Neste momento passou o Buy e, prontamente, nos deu uma carona”, contou Helen.

 A impressão dela quanto a Buy foi de achá-lo um cara solícito e amigo, mas nada além disso. “Reparei nas mãos e unhas sujas, que depois fiquei sabendo que eram tintas, mas na hora pensei: ‘Nossa, que sujo!’ (...) Nesse dia, ele foi atrás do meu endereço e me visitou todo garboso, agora sem tintas nas unhas, e me convidou para sair. Em seguida, aconteceu uma noite de volúpia em que os corpos se encontraram”, relembra a artista. A partir daquele dia a vida da jovem mudou, com encontros mais frequentes no apartamento de Chaves, que sempre estava cheio de tintas e isopores. “Faltava às aulas noturnas do Objetivo e ia para lá (apartamento) vê-lo pintar. De alguma forma aquilo me encantava. Nesse período descobri a paixão e a arte sem mesmo saber o que era”. E esse relacionamento já dura 21 anos.

Monique e Baldoino
Já a história da bailarina e diretora do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), Monique Andrade, com o bailarino Baldoino Leite, foi mais simples, porém também intensa. “No ano de 2005, o Baldoino ingressou no CDA e assim passamos a conviver mais tempo juntos, devido ao trabalho. Apesar de nos conhecermos, pois ele havia feito algumas aulas com o CDA durante a direção de Joffre Santos, e também tinha sido bailarino do Balé Folclórico do Amazonas... Resumindo: em 2006 casamos!”, conta Monique. Desse amor, de quase seis anos, nasceu a pequena Valentina, de 3 anos de idade.

Eliana e Adonay
A cantora Eliana Printes faz vários elogios ao seu amado, o músico Adonay Pereira, que trabalha diretamente com ela. “Nós nos conhecemos por meio da música em Manaus. Começamos a trabalhar profissionalmente bem cedo, ainda na adolescência. A partir daí começou toda a nossa história de vida e arte”, relembra Eliana, que atualmente vive no Rio de Janeiro. “O Adonay é uma pessoa muito especial para mim, me completa, me ajuda em todos os momentos da minha vida”, complementou a cantora, que há 24 anos vive com o músico.

Karine e Ygor
 E outra história de amor que não podia faltar nesta matéria é a da cantora Karine Aguiar e do músico Ygor Saunier, que acabaram de se casar recentemente. Contudo, esse amor começou, acredite se quiser, no Restaurante Universitário da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). “Lugar bem romântico, não é? Temos um grande amigo em comum, também chamado Ygor, e eles estavam juntos na fila. Então, o Ygor (o amigo) tentou nos ajudar a engatar um papo, mas sem sucesso. Meses depois, nos reencontramos trabalhando juntos na Orquestra da Ufam. (...) Até que um dia, por conta do acaso, nos encontramos trabalhando no mesmo evento, sem um saber que o outro estaria ali naquele dia. E a magia aconteceu. Na segunda-feira seguinte, ele pediu meu telefone e começamos a nos ligar diariamente, até que, no dia 22 de julho de 2008, combinamos de ir assistir o Hermeto Pascoal no Festival Amazonas Jazz (FAJ). Lá no Teatro Amazonas, demos nosso primeiro beijo. Então, começamos nosso namoro”. Com todos esses contos de romance, o BEM VIVER deseja um feliz Dia dos Namorados aos leitores! E quem não está comprometido, não se preocupe, pois o cupido está no ar!