Publicidade
Entretenimento
Vida

Conheça as dores que mais afetam os brasileiros

Dores de cabeça, de origem muscular e as cólicas menstruais encabeçam a fila dos sintomas mais sentidos no país 09/11/2012 às 10:45
Show 1
Entre as dores mais populares aos brasileiros, está a dor de cabeça
Cynthia Blink Manaus, AM

Sentir dor é bom. Poderia, mas essa não é a afirmação de um masoquista. Na verdade, os profissionais da saúde explicam que as dores, na maioria das vezes, são um alerta de que algo no organismo não vai bem e precisa de cuidados. Um estudo feito pela Research International apontou as maiores dores dos brasileiros. Saiba quais são, suas possíveis causas e dicas de como tirá-las da sua vida.

Dor de cabeça

A dor de cabeça atormenta 85% dos brasileiros. Mesmo sendo uma doença corriqueira os médicos sofrem para diagnosticar suas causas.

A mais popular é a dor de cabeça tensional. Ela pode vir acompanhada de sensibilidade a luz ou ruídos, e ter duração máxima de uma semana. O outro tipo famoso de dor de cabeça é a enxaqueca. As crises podem acontecer por estresse, menstruação, alguns alimentos, álcool, mudanças de tempo, luz e cheiros.

O tratamento mais receitado é o uso de analgésico, mas existem alternativas como, meditação, técnicas de relaxamento e psicoterapia.

Dor muscular

A dor muscular atinge 19% da população. O grande vilão é o estresse, que  comprime os músculos, o resultado são dores na coluna vertebral. Especialistas afirmam que atividade física não deve gerar dor, mas os que exercitam o corpo de forma inadequada sentem as inflamações.

Para evitar a dor muscular à sugestão é buscar orientação profissional na hora de se exercitar. Os analgésicos aliviam rapidamente a dor, mas, sem dúvida, o melhor é consultar um médico.

Dor nas costas

A dor na coluna é a que mais prejudica a atividade profissional. Informação da pesquisa realizada pela Pfizer com 1400 brasileiros. A dor costuma atingir as pessoas de mais idade e as gestantes. Muitas vezes, o incomodo é resultado da postura errada do corpo, estresse, trauma, esforço repetitivo, excesso de peso ou salto alto.

Para dar fim as dores nas costas não têm segredo. O jeito é manter uma postura reta, fazer atividades físicas regularmente, alongar-se, dar uma paradinha de vez em quando no trabalho e evitar estresse, obesidade e salto alto.

Cólicas menstruais

Ter um período menstrual doloroso é a reclamação mais comum nos consultórios ginecológicos. Estima-se, que em todo o mundo, a cólica severa seja responsável pela perda anual de 600 milhões de horas trabalhadas e 2 bilhões de dólares em produtividade.

Hábitos saudáveis garantem diminuir o sofrimento das mulheres. Também é indicado que tenham uma dieta rica em ômega 3 e evitem álcool e tabaco, além de deixar o sedentarismo de lado.

Para fugir dessa dor elas podem recorrer aos contraceptivos orais. Durante as crises o uso de analgésicos é frequente. Outra opção é a bolsa térmica quente por ser vasodilatadora e aliviar o incomodo.