Publicidade
Entretenimento
Viagem Caribe

Conheça um destino elegante no norte do Caribe

Antiga colônia inglesa reúne história, requinte e ótimos serviços de hotelaria, passeios e compras 24/09/2012 às 08:40
Show 1
Orla do Sandals Royal Bahamian Spa Resort & Offshore Island, um porto seguro com ótima estrutura e serviço na capital, Nassau
Rogério Pina ---

Com a nova ligação aérea da Copa Airlines para Nassau, é hora do amazonense conhecer as Bahamas, no Norte do Caribe, com sua tradição nas Américas, circuito imbatível de hotéis, restaurantes e lugares realmente paradisíacos. Nassau é a capital da comunidade das Bahamas e principal destino de cruzeiros e grupos de turistas.

A seu dispor, um lugar vibrante mas com a discrição inglesa, um lugar cool. É cidade caribenha mas esqueça o fervo e a música constante – é possível encontrar, sim, a música local mas também cenários para momentos de contemplação, principalmente na orla paradisíaca.

Hotéis

Apesar de toda a fama do megarresort Atlantis, o Sandals uma referencia no lugar e foi o primeiro a trabalhar com o sistema all inclusive.

Já foi refúgio da realeza inglesa, para onde ia com frequência o Duque de Windosr e sua Wallis Simpson, na década de 1940. O lugar foi transformado em hotel e reúne hoje o aparato tecnológico e de conforto em 21 categorias de hospedagem mas também guarda peças antigas da decoração, com destaque para o pub do hotel, onde ficam fotografias antigas e até cartas do duque inglês para sua amada. À noite o pub recebe a visita de um pianista e um das tradições é chegar junto ao piano e cantar sucessos de todos tempos.

 Ainda há o pub Criquette’s, mais o restaurante francês e o show no restaurante japonês. Além do francês Bacarat, que exige reserva, o único que precisa pagar à parte é o jantar servido no deck em frente ao hotel, com vista para o mar e para Sandals Cay – a ilha particular, para onde tem serviço de travessia da manhã até o final da tarde.

Outro passeio que vale é visitar Paradise Island, ligada à cidade de Nassau por duas pontes de 180 metros.

 Para o dia

O primeiro dia em Nassau deve ser dedicado a ir ao encontro dos golfinhos na Blue Lagoon – pedaço de ilha a 20 minutos de barco de Nassau onde é possível fazer interação com os mamíferos aquáticos, aprender sobre os programas de proteção aos golfinhos e, claro, ainda contar com estrutura de lojas de suvenires e registros da visita em fotos. O aquário de Nassau também é destaque na agenda de qualquer turista.

Durante o dia a opção é ir às compras ou simplesmente passear na Bay Street, a principal rua de comércio da cidade. A vantagem é que é paralela à rua do porto e de prédios históricos – tudo muito limpo, organizado e policiado, na medida certa.

A Bay Street reúne lojas de grife mas sem a sofisticação excessiva dos grandes centros, tudo com uma ‘cara’ mais informal e caribenha. Como o ritmo é outro, é bom avisar que as lojas que vendem aparelhos tecnológicos, por exemplo, não abrem aos sábados. Ali também fica o centro de Artesanato de Nassau com camisetas e suvenires – mais para conhecer e dar um passeio. Outras lojas de rua estão na própria Bay Street. Ponto negativo, para os brasileiros – por estar no norte do Caribe e pela colonização inglesa, os habitantes da ilha não falam espanhol e sim inglês, o que pode ser uma dificuldade para turistas menos experientes. E no tráfego é adotada a chamada “ mão inglesa” .

 Para a noite

A noite sofisticada e agitada no megarresort Atlantis é boa dica para quem quiser conhecer o mitológico hotel de mais de 1.000 máquinas caça-níqueis naquela linha Las Vegas – inclui cassino, restaurantes e clube noturno, e é aberto a visitantes.

Em contrapartida, outra boa dica é conhecer o Harbourfront Lounge, um mix de restaurante, enoteca e pátio – este último onde acontecem as sessões de salsa com dançarinas e dançarinos amigos da casa que costumam ensinar os passos e os calientes movimentos da dança latina. Uma boa dica, se em grupo, é alugar uma limusine para um passeio. A diversão vale cada centavo.

 Além de ser um destino muito procurado para cruzeiros, pela proximidade com Miami, Nassau também é cenário frequente para casamentos – os hotéis já dispõem de todo um staff para atender esses eventos, feitos geralmente na praia.

* O repórter viajou a convite da operadora New Line e Copa Airlines