Publicidade
Entretenimento
Vida

Curta amazonense é exibido em Portugal

Filme de Keila Serruya vai integrar mostra no 5º Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa 19/03/2014 às 09:53
Show 1
“Assim” mostra vida de duas jovens travestis, vividas por Nayla Bianca e Patrícia Fonttine
jony clay borges ---

Produção amazonense que mostra o cotidiano de duas jovens travestis, o curta-metragem “Assim” foi selecionado para participar da quinta edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, que acontecerá de 2 a 9 de abril, em Lisboa. O filme da realizadora audiovisual Keila Serruya, lançado em Manaus no final de agosto passado, vai integrar a Mostra de Cinema Brasileiro do evento, ao lado de outros sete curtas e de seis longas brasileiros.

A mostra da qual “Assim” faz parte será exibida no Cinema São Jorge, na capital lusitana, dia 8 de abril, terça-feira. Keila se diz satisfeita pelo resultado e pela oportunidade de ter seu trabalho exibido no FESTin. “Sempre é prazeroso, não por ser na Europa, mas pelo motivo do curta ser exibido para pessoas com referências culturais diferentes. O prazer é instigar, exibir, afetar, propor... O ‘Assim’ é isso”.

Keila assinala o encontro de representantes de diferentes culturas e um idioma em comum como ponto forte do evento em Portugal. “O maior barato dele é ter contato com pessoas de varias culturas, vários países, mas que falam o mesmo idioma”, declara a realizadora, que dependerá de apoio para adquirir passagens e participar do festival europeu. “Eles (os organizadores) apoiam na logística, alimentação e hospedagem, mas o restante é por conta de outros apoios que o filme conseguir. Espero mesmo participar pessoalmente, seria incrível”.

Do jeito que se é

“Assim” se passa durante uma manhã na vida de duas travestis, interpretadas por Patrícia Fonttine e Nayla Bianca. Quase sem diálogos, o curta de 14 minutos se destaca ao propor ao espectador uma contemplação, como explica Keila.

“Ele tem apenas uma fala e um diálogo, tem que haver uma leitura visual para seu ‘entendimento’”, comenta a realizadora, que não limita seu curta a um mero “filme sobre travestis”. “Ele não mostra essa caricatura sobre o gênero, e sim instiga a comparação simples com qualquer indivíduo adulto”.

Keila também credita o talento da equipe técnica pelo bom resultado do filme: “Tudo isso é culpa deles também”.

Depois da exibição no FESTin, Keila planeja disponibilizar o curta em plataformas online (Youtube e Vimeo), além de divulgá-lo por meio de QR codes, para acesso em plataformas móveis. “Além de ‘uppado’ na Internet, ele teria uma distribuição viral”, explica a realizadora. Ela defende a circulação de produções para além dos restritos circuitos de festivais: “Acredito que devemos pensar mais nessa questão de circulação. Não adianta produzir e exibir uma vez, não faz sentido”.

Ficha técnica

ASSIM

Direção e roteiro Keila Serruya

assist. de direção Allan Gomes

Elenco Nayla Bianca e Patrícia Fonttine

Fotografia Yure César

Edição e finalização de imagem Fabio Meira

Dir. de arte Óscar Ramos

Som e trilha Bruno Prestes

Figurino Adroaldo Pereira

Preparação de elenco Zeudi Souza

prod. executiva Elenise Maia

realização Picolé da Massa Produções