Publicidade
Entretenimento
Artes

Curta-metragem do Amazonas é selecionado para exibição em festival de Nova York

Celebrando a participação de curta no New York Indie Doc Fest, produtora cultural amazonense também anuncia a criação de festival de cinema 02/11/2017 às 05:27
Show rafa
Cena do curta-metragem "Formas de Voltar para Casa". Fotos: Divulgação
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Com recortes da infância do próprio diretor e com um dialógo que conversa com a ficção em vários níveis, o curta-metragem “Formas de Voltar para Casa” foi selecionado para exibição no New York Indie Doc Fest, um importante festival de cinema de Nova York, nos Estados Unidos, previsto para o dia 18 de novembro. O anúncio da participação do curta no evento estrangeiro soma forças ao mais novo projeto da Artrupe Produções Artísticas: o festival de cinema “Olhar do Norte”, que vai acontecer de 25 a 29 de janeiro de 2018, em Manaus, e que será mais um espaço voltado à divulgação do cinema feito no Amazonas e no Norte.

O diretor de “Formas de Voltar para Casa”, Rafael Ramos, explica que o produto chegou ao festival nova-iorquino por meio da produtora Sofia Wichkauss, de São Paulo. “Ela desenrola tudo, cuida dessa parte de distribuição do filme”, coloca Ramos. O filme vai participar do festival na categoria “Documentário Internacional” e está entre os dez filmes da mostra, sendo o único curta-metragem brasileiro a participar desta edição do festival. 

Este não é o primeiro festival estrangeiro que a produção participa. O curta-metragem já participou do Wasaga Film Festival, no Canadá. Em breve, ele será exibido no Festival Internacional de Curtas no Rio de Janeiro.

“Estamos muito felizes. Nova York é uma cidade que ferve cultura, teatro, música, dança e cinema, e ficamos muito felizes ao saber que o filme vai passar lá no meio dessa efervescência cultural. Dará uma visibilidade muito grande ao filme”, comemora Rafael, lembrando que, no momento, continua desenvolvendo roteiros para outros curtas, e esperando a abertura de editais municipais para fazer as inscrições dos projetos.

Criação de festival

Com a intensa participação da Artrupe Produções em festivais de cinema nacionais e internacionais, a produtora percebeu o quanto os festivais movimentam a produção das cidades e o quanto se cria uma rede proveitosa entre os realizadores audiovisuais. Por conta disso, a produtora resolveu criar o seu primeiro festival de cinema, batizado de “Olhar do Norte”, e que está com inscrições abertas até o dia 6 de dezembro de 2017 por meio da página da Artrupe Produções no Facebook.

O festival, que ainda não tem local definido para ser realizado, permite curtas-metragens até 25 minutos e terá duas categorias: a “Amazonas” e a “Região Norte”. “Quando nossos curtas participavam de festivais nacionais, normalmente eles eram os únicos filmes da Região Norte. A gente não conhece muito das produções do Pará, Amapá e outros estados. O diferencial do festival é que, com ele, conhecemos as produções da Região Norte. Achamos que o festival pode se tornar uma vitrine”, coloca o produtor e ator Diego Bauer, lembrando que todos os estados do Norte podem inscrever seus trabalhos gratuitamente.

Na primeira edição, o “Olhar do Norte” trabalhará somente com curtas, mas futuramente deverá hospedar longas-metragens. E olhará não somente para a disseminação de filmes, mas também para a capacitação dos realizadores audiovisuais. “Com certeza pensamos em trabalhar com oficinas de cinema no festival. As oficinas são parte fundamental de qualquer festival. Vamos fazer, mas ainda não conseguimos definir [como será]”, completa Diego.