Publicidade
Entretenimento
Buzz

Diane Keaton volta a defender Woody Allen em programa de TV

Ex-namorada do diretor, acusado de assédio à filha adotiva, afirmou ao ‘Today Show’, da NBC, que ‘não teria chegado a lugar algum na carreira’ se não fosse por ele, e que acredita que na inocência do amigo 29/04/2014 às 20:01
Show 1
Keaton e Allen em cena de ‘Noivo Neurótico, Noiva Nervosa’, comédia de 1977 que ganhou quatro Oscars e foi um marco na carreira dos dois
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Na manhã desta terça-feira (29), Diane Keaton, em participação no programa Today Show, da rede americana NBC, reiterou seu apoio ao cineasta Woody Allen. A atriz, ex-namorada do diretor, voltou a defendê-lo, uma semana após ter dado uma entrevista à revista People, quando afirmou que “acreditava em seu amigo”.  A informação é do jornal Extra.

Ela estava no programa matinal para apresentar seu novo livro, “Let’s just say it wasn’t pretty”, mas o assunto sobre a polêmica envolvendo Allen não demorou a aparecer. No último Globo de Ouro, o cineasta não compareceu ao evento e o prêmio especial concedido a ele, pelo conjunto de sua obra, foi, então, entregue a atriz. Ao ser perguntada se teve qualquer receio em representa-lo na premiação, Keaton respondeu que “não estaria em lugar algum se não fosse por Woody Allen, ele é um gênio”

No início do ano, Dylan Farrow, filha adotiva do diretor, fruto do casamento com Mia Farrow, escreveu uma carta ao jornal New Work Times em que alegava ter sido molestada pelo pai quando criança. O texto, que chocou o público, interpelava atrizes que já haviam trabalhado com Allen ao longo de sua carreira, como Scarlett Johansson, Keaton e Cate Blanchet.