Publicidade
Entretenimento
Alimentação câncer de mama

Dieta de vegetais e com baixo teor de gordura pode ajudar pacientes com câncer de mama

Uma alimentação rica em vegetais e com baixo teor de gordura é aliada no tratamento e prevenção do câncer de mama 25/10/2012 às 13:00
Show 1
Dieta rica em vegetais e baixa gordura é fundamental para pacientes com câncer de mama
acritica.com Manaus

Mulheres que enfrentaram ou enfrentam o drama do câncer de mama podem contar com uma ajuda da alimentação saudável no seu processo de recuperação e cura. Boa parte dos médicos recomenda várias medidas para controlar o risco de desenvolvimento do câncer de mama, como reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, controlar o peso, não fumar e fazer exercícios. Uma dieta com vegetais e baixo teor de gordura também é fundamental para conseguir benefícios para a saúde.

“Uma dieta baseada em vegetais é alta em nutrientes e compostos que parecem ajudar a proteger nosso corpo contra o câncer e outras doenças”, diz a nutricionista da Clínica Mayo de Jacksonville, Flórida, Sonia Murgueytio Jurado, R.D.

nutricionista dá orientações sobre alimentação

Alimentos de origem vegetal contêm substâncias conhecidas como fotoquímicos. Segundo Sonia Jurado, que frequentemente aconselha sobreviventes de câncer, os fotoquímicos são simplesmente compostos químicos produzidos pelas plantas (fitos = planta, em grego).

“Alguns exemplos de fitoquímicos são as ligninas, flavonoides e licopenos, que são encontrados em grãos integrais, amoras, morangos e tomates, respectivamente”, explica Sonia Jurado.

Pirâmide ilustra alimentação adequada

A nutricionista dá algumas sugestões para otimizar o consumo dos alimentos recomendados para uma dieta saudável 

• Consuma refeições que não contenham carne, várias vezes na semana. Busque receitas que incluam vegetais, massa integral ou legumes como alimento principal e seu prato. 

• Explore uma variedade de grãos integrais. Experimente receitas que incluam grãos e produtos  integrais, como cevada, aveia, trigo integral e arroz silvestre.

• Prefira o pão integral e os cereais integrais, como a aveia e o cereal de farelos (bran).

• Coma frutas em todas as refeições. Use as frutas como sobremesa ou ingredientes de receitas. “Estudos indicam que o consumo de pelo menos cinco porções de frutas e vegetais ao dia pode reduzir a incidência de câncer em cerca de 20%”, diz Sonia Jurado.

• Escolha alimentos que não sejam altamente processados e, sempre que possível, frescos e da temporada, para otimizar os nutrientes saudáveis e os antioxidantes.

• Para reduzir o consumo de gordura, use azeite de oliva ou óleo de canola em seus pratos. A margarina proveniente dessas fontes também é aceitável.

• Limite o consumo de gorduras para 25% a 35% do total de calorias ingeridas. “Por exemplo, limite a quantidade de gordura para não mais de 500 a 700 calorias, em uma dieta de 2.000 calorias”, diz Sonia Jurado.

• Prefira laticínios com baixo teor de gordura ou sem gordura. 

• Para manter um peso saudável, controle as porções de alimentos que consome. Sirva-se das quantidades recomendadas pela pirâmide de alimentos da Clínica Mayo. Qualquer excesso resultará em ganho de peso.

• Aprenda a ler as informações sobre o valor nutricional dos alimentos e use essas informações para planejar suas refeições.

Outra recomendação muito importante é fazer exercícios. “Estudos já demonstraram que, para mulheres que são ativas, as probabilidades de desenvolver câncer de mama são 30% menores, do que as das mulheres sedentárias”, explica Sonia Jurado.

Em relação aos exercícios , a orientação é:

• Pratique atividades físicas todos os dias;

• Use as escadas em vez de elevadores;

• Estacione longe de onde vai, para caminhar mais;

• Procure fazer algum exercício aeróbico por 20 a 30 minutos, diariamente (caminhar, correr, nadar, andar de bicicleta);

• Consulte o médico, antes de aumentar a quantidade ou mudar significativamente a rotina de seus exercícios.