Publicidade
Entretenimento
Vida

Duelo de titãs

Embate de “Argo” e “Lincoln” marca bom momento da indústria 23/02/2013 às 15:36
Show 1
Argo e Lincoln duelam na noite de domingo (24)
acritica.com Manaus (AM)

Além da diferença de gerações entre o veterano Steven Spielberg e o iniciante Ben Affleck, o duelo entre “Argo” e “Lincoln”, favoritos ao Oscar deste domingo, ilustra a boa forma dos estúdios de Hollywood, que ganham força na corrida pelas estatuetas.

As últimas edições dos Oscar não foram muito gloriosas para os “grandões” hollywoodianos. “O artista”, laureado melhor filme em 2012, “O discurso do rei”, de 2011, e “Guerra ao terror”, de 2010, foram lançados por estúdios pequenos. É preciso ir até 2009 com “Quem quer ser um milionário?” para encontrar um vencedor dos grandes estúdios.

Bons de bilheteria

Mas a safra de 2013 marca o impressionante retorno destes estúdios. Os dois favoritos pertencem à velha e boa aristocracia hollywoodiana, com “Lincoln” distribuído pela Disney e “Argo” pela Warner. E até mesmo seus mais sérios concorrentes seguem o movimento, de “As aventuras de Pi” (Fox) à “Hora mais escura” (Columbia), passando por “Os miseráveis” (Universal).

“Argo” e “Lincoln” ultrapassaram os US$ 100 milhões de lucro na América do Norte, assim como “As aventuras de Pi” e “Os Miseráveis” – um número que não foi alcançado nem por “O artista” nem por “Guerra ao terror”.

Para o escritor Jason E. Squire, esta abundância de filmes de qualidade deu início à maratona deste ano. “Isto reflete a boa forma do mercado”, explicou. “Havia um claro favorito, ‘Lincoln’, que não é mais hoje, e parece que foi dada a largada”, depois que “Argo” conquistou os principais prêmios pré-Oscar. “Quando você tem um duelo de titãs como este, significa que a indústria está a todo vapor”.