Publicidade
Entretenimento
Buzz

Em ‘Avenida Brasil’ Leleco insiste que Jorginho desista de Nina

Em conversa franca, Tufão pede ajuda ao filho para conquistar a cozinheira 20/08/2012 às 13:59
Show 1
Em "Avenida Brasil", Tufão e Jorginho
acritica.com ---

De acordo com a coluna “TV e Lazer” do jornal “Extra”, Em Avenida Brasil, Leleco (Marcos Caruso) vai insistir que Jorginho (Cauã Reymond) abra mão de Nina (Débora Falabella) para Tufão (Murilo Benício). Durante uma conversa entre os três, o ex-jogador diz ao filho que contou a Carminha (Adriana Esteves) que está apaixonado pela cozinheira. Como o rapaz não esboça nenhuma reação, Tufão pergunta se o atleta não está feliz por ele. “Eu acho que cê tá botando o carro na frente dos bois, entendeu, a Nina não disse que tem namorado? Que vai casar?”, diz Jorginho.

O ex-jogador afirma que nunca ninguém viu esse namorado e, se bobear, ele nem existe. Jorginho afirma que o cara existe, sim, porque Nina não parece ser do tipo que faz joguinho. Nesse momento, Leleco, mesmo sabendo que o neto ama Nina, começa a sacaneá-lo. “Beleza, beleza, vamos dizer que ele existe, mesmo, mas deve ser um garotão, um cara aí que tá começando a vida, que pode arrumar um monte de mulher, rapidinho, seu pai é diferente, Jorginho, seu pai tem certeza que quer ela, pô, ele merece! Ele já aguentou a Carminha tempo demais! Já separou, já falou da Nina, agora não tem volta!”, constata o ex-pugilista.

Sem imaginar que ama a mesma mulher que o filho, Tufão pede ajuda ao rapaz: “Primeira coisa, agora, é me declarar pra ela e ver como ela reage. Torce por mim, Jorginho! Eu vou precisar da sua força, nesse momento, entendeu? Precisar do apoio de todo mundo. Posso contar contigo, Jorginho?”. O jogador fica tenso e Leleco, sem que o filho veja, acena com a cabeça para que o neto aceite.

E o avô de Jorginho continua a bombardear o neto. Leleco dá força a Tufão para ele se declarar logo a Nina e pede que o jogador ajude o pai nesta empreitada. “Tu é jovem, sabe as coisas que a juventude gosta, onde é que o Tufão tem que levar a Nina? Num baile funk? Numa discoteque? Diz aí, Jorginho? Onde seu pai podia levar a Nina? Que que tu acha que ela vai gostar?”, indaga o ex-lutador.

Bastante sem jeito, Jorginho diz que não tem a menor ideia. Sem perceber o constrangimento do filho, Tufão se despede dele e de Leleco e vai para casa. O atleta, nervoso, diz ao avô que deveria ter dito ao pai que Nina é dele. “Eu quase falei que o namorado dela sou eu, que é de mim que ela gosta!”, brada o rapaz. Apenas pensando na felicidade de Tufão, Leleco afirma ao neto que foi melhor assim, que a cabeça do ex-jogador ia fundir se ele soubesse do filho com a cozinheira. “Imagina a minha cabeça agora, escondendo tudo, vô?! É melhor falar tudo, chutar o balde, de uma vez!”, acredita o jovem.

Leleco discorda: “Não, Jorginho. Me ouve. Eu sou mais velho, mais experiente. Melhor é tu abrir mão dessa menina! Faz isso pelo amor que você tem pelo seu pai! Você tem a vida inteira pela frente! Pode ter a mulher que tu quiser, é só tu piscar o olho que... (...) Tu tem que ser adulto, meu filho. Sangue-frio! De um lado tá o teu pai. O cara que te tirou do lixão. Cuidou de você. Do outro tá essa garota, uma namoradinha...”, diz o ex-pugilista. Jorginho não acredita nas palavras do avô. “Cê não sabe o que cê tá falando, tá legal?! Dá licença, que eu vou embora, vou ver a Nina, a minha namorada! (...) , minha noiva, eu amo a Nina e vou casar com ela!”, afirma o jogador, já saindo da casa de Leleco.