Publicidade
Entretenimento
Buzz

Em ‘Avenida Brasil’ Max bate em Carminha de cinto e a vilã rompe pacto de infância

O malandro fica possesso ao descobrir que a vilã roubou o dinheiro da herança de Nina (Débora Falabella), que ele havia escondido, e parte para cima dela 03/09/2012 às 09:51
Show 1
Em "Avenida Brasil", Carminha e Max
acritica.com ---

De acordo com a coluna “Tv e Lazer”, do jornal “Extra”, Carminha (Adriana Esteves) e Max (Marcello Novaes) vão se agredir fisicamente e romper a parceria de anos, em “Avenida Brasil”. O malandro fica possesso ao descobrir que a vilã roubou o dinheiro da herança de Nina (Débora Falabella), que ele havia escondido, e parte para cima dela. “Eu fui no barco. Meu dinheiro foi roubado, eu vi! Quase um milhão... Sabe do que mais? Quem vai te denunciar pra essa família, não vai ser a Nina nem o Jorginho, não... Sou eu!”, afirma o marido de Ivana (Letícia Isnard).

Carminha pede calma ao parceiro, que avisa não estar a fim de se tranquilizar. “Você nunca foi minha parceira. Sempre decidiu tudo sozinha, me ignorando, me passando pra trás, como fez agora, roubando meu dinheiro que tava no meu barco, sua rata, ladra!”, acusa Max. A vilã rebate dizendo que ele foi quem a traiu por causa de uma porcaria de barco.

Max adirma que só topou o jogo da Nina porque cansou das migalhas que a amante lhe dava. “Eu era leal a você! Sempre confiei em você porque eu sou mesmo um burro, estúpido! E agora que uma grana de responsa finalmente veio parar na minha mão, eu dei mole, confiei na rata de novo e de novo me ferrei!”, constata o malandro, que continua a bronca: “Essa grana era a promessa de uma vida nova pra gente, mas a rata não quer saber disso! A rata quer ficar aqui nesse hospício e usar o meu dinheiro pra se vingar da Nina, comprar testemunhas, destruir a outra e poder sentar de novo no seu troninho de rainha do Divino! Essa é você, Carmem Lúcia! Sempre passando por cima de mim, como se eu não existisse...”

A megera manda o parceiro parar de drama, mas Max a segura com força e avisa que se ela não devlver a grana que roubou, ele vai contar tudo para Tufão. “Até que vai ser divertido dizer praquele corno que eu passei esses anos todos pegando a mulher dele na casa dele... que ele bancou os dois filhos que eu fiz na esposinha dele...”, diz o malandro. “Vai, conta se você é homem! Abre o jogo e fica sem nada! Sem a grana da Nina, sem a minha grana, a grana da Ivana, sem nada!”, provoca a vilã.

Max, agarrado a Carminha, pega um cinto dela que está sobre a cama. “Por enquanto eu só vou te dar uma surra de cinto... Que nem seu parceiro Nilo fazia quando a gente era criança...”, afirma o malandro, que bate na comparsa. Ela protesta, tenta fugir, sente dor. “Para imbecil! Alguém vai ver! Desgraçado!”, diz a megera, que morde o braço de Max. “Nosso pacto de infância acabou, sua anta! Acabou!”, decreta Carminha.

O malandro garante que terminou há muito tempo e vai para cima dela. Carminha dá um chute nas partes do malandro, que cai no chão. Mas quando ela vai fugir, Max a segura pelo pé, o que a faz cair em cima de um móvel, fazendo um barulhão. Neste momento, Ivana entra no quarto. Max se levanta rápido, mas Carminha continua no chão. A irmã de Tufão (Murilo Benício) quer saber o que aconteceu. “Eu caí, Ivana, não tá vendo?!”, diz Carminha, sendo ajudada pela cunhada. Max a olha com ódio e vai para biblioteca.