Publicidade
Entretenimento
Buzz

Em 'Avenida Brasil', rola um clima entre Iran e Débora e a moça convida o jogador para jantar

No capítulo que vai ao ar na próxima segunda-feira (23) vai rolar um clima entre a dupla no jantar de aniversário dela 17/07/2012 às 09:20
Show 1
Em "Avenida Brasil", rola um clima entre Iran e Débora e a moça convida o jogador para jantar
uol/televisão ---

Iran (Bruno Gissoni) e Débora (Nathalia Dill) estão cada vez mais próximos. Tanto que no capítulo de “Avenida Brasil” que vai ao ar na próxima segunda-feira (23) vai rolar um clima entre a dupla e Débora vai convidar Iran para o jantar de aniversário dela.

Tudo começa quando Iran chega ao apartamento em que está morando com Jorginho (Cauã Reymond) e dá de cara com Monalisa (Heloísa Perissé) fazendo faxina. A mãe está com rodo e produtos de limpeza na mão, além de balde e lenço na cabeça.

O rapaz pergunta o que está acontecendo e a cabeleireira responde que está dando uma geral no apartamento. “Quê que era esse banheiro?! Parecia banheiro de rodoviária! Ó, fiz feira, também, a geladeira tá cheia de frutas, legumes, comprei quiabo, que você adora...”, diz Monalisa.

Iran reclama com a mãe e diz que já é adulto e sabe cuidar de sua casa. “Tô vendo! Ó só o estado do tapetinho? Parece um trapo de borracharia!”, afirma a cabeleireira. O jogador de futebol avisa que Jorginho vai chegar e não vai gostar nada de ver Monalisa “dando uma de patroa na casa dele”.

A campainha toca e Monalisa vai abrir. É Débora. “Licença, eu sou a Débora. E aí, Iran? Finalmente chamaram uma faxineira, hein? A senhora não sabe o...”, diz a moça. Iran fica constrangido e explica que a faxineira na verdade é sua mãe, Monalisa. “Ai, desculpa! É que eu vi a senhora assim, cheia de produto de limpeza...”, afirma Débora.

Monalisa pergunta se Débora achou que ela era pobre e critica os moradores da zona sul. “Claro, esse povinho da Zona Sul nunca pegou num rodo, acha que água sanitária é a água da privada”, brinca a cabeleireira. Iran pede que a mãe pare de falar e deixe a moça à vontade. Ele pergunta se Débora quer beber alguma coisa.

Monalisa diz que tem suco, refrigerante, água de coco. Débora agradece e diz que só passou no apartamento para deixar o telefone de um psiquiatra que arrumou para Jorginho. “O celular dele tava dando fora de área”, justifica a moça, entregando o cartão do médico para Iran.

Iran pega o cartão e conta que Jorginho está em Cabo Frio com a família. O rapaz avisa que vai entregar ao amigo. “Brigada. Ah, queria também te convidar pro meu aniversário. A senhora também tá convidada, claro!  Vai ser um jantar, amanhã”, afirma a moça.

Monalisa diz que eles vão e Iran briga com a mãe. “Nós quem, cara pálida?!”, afirma o rapaz. Débora diz que está de saída e novamente pede desculpa à cabeleireira por ter pensando que ela era faxineira. “Tá desculpada, minha filha, você é muito simpática, viu? Até amanhã!”, afirma Monalisa antes de Débora sair.

Quando ela sai, Iran briga, mais uma vez, com Monalisa. “Como assim, ‘nós vamos’, dona Monalisa? Tu vai querer o que, faxinar a casa da Débora, também?”, pergunta ele. “Eu vou é ver quem são essas suas companhias aqui da Zona Sul! Fica andando aí com mauricinho, com artista, intelectual, já, já tá barbudinho, fumando maconha! Tô de olho, hein?!”, explica a cabeleireira, que leva outro fora do filho: “Pelo amor de Deus, mãe, volta pro Divino, vai?!”.