Publicidade
Entretenimento
Buzz

Em ‘Avenida Brasil’, Suelen é humilhada por craque do Flamengo

A periguete aceita passar um dia com o jogador do Flamengo em sua casa em Búzios, mas acaba expulsa da casa dele, tentando pegar carona na beira da estrada 21/09/2012 às 09:17
Show 1
Em ‘Avenida Brasil’, Suelen é humilhada por craque do Flamengo
acritica.com ---

De acordo com a coluna “Tv e Lazer” do jornal “Extra”, Suelen (Isis Valverde) vai se estrepar ao dar condições para Wallerson (Gabriel Chadan) em ‘Avenida Brasil’. A periguete aceita passar um dia com o jogador do Flamengo em sua casa em Búzios, mas acaba expulsa da casa dele, tentando pegar carona na beira da estrada.

Antes disso, Wallerson encontra Suelen se exercitando no calçadão no praia e a convida para dar uma volta. “Não tem nada demais. Dar um passeio só, jogar umas ideias fora. Tava afinzão de te conhecer melhor. Aê, você é mulher do meu parceiro, meu colega de time, o cara que joga comigo...”, argumenta o atleta, que acaba convencendo a ariranha.

Na casa do jogador, ele e Suelen, mergulhados na banheira de hidromassagem, tomam champanhe. Conversa vai e vem, a periguete diz que seu sonho é estar na tribuna de honra, na abertura da Copa do Mundo. “Meu sonho é bem mais facinho... Já tá quase sendo realizado, só faltava mesmo a gente ir pro finalmente...”, afirma Wallerson, tentando beijá-la.

Suelen o afasta, diz que só estão conversando. “Na banheira? Quase pelado? Isso não é lugar pra conversar!”, constata o jogador. A periguete sai da banheira se enrola na toalha e afirma que não sabe o que lhe deu. Indignado, Wallerson pergunta se ela vai deixá-lo a ver navios. “Foi mal, eu que viajei. Nada a ver entrar na banheira contigo, só queria conversar mesmo, desculpa aí... Tá esse calorão, sei lá, nem me toquei que você queria...”, diz a ariranha, se fazendo de boba e deixando o atleta furioso.

Wallerson, então, dá o troco. O rapaz a chama para ir a uma festinha em sua casa em Búzios e ela se anima quando ele diz que vai de helicóptero. Lá, garçons servem comidas e bebidas, há muitas periguetes, uma média de quatro mulheres para cada homem. Suelen se encanta com o casarão de frente para praia. Mas o tempo vai passando e a maria-chuteira começa a se preocupar com a hora. E se surpreende quando o jogador diz que vão dormir lá.

O craque rubro-negro termina com a festa. Os convidados vão embora e Wallerson segura 10 garotas para passar em revista, escolhendo quem vai ficar na casa. Suelen pergunta que ele está fazendo. “Escolhendo quem vai passar a noite aqui com a gente”, diz o jogador. A ariranha se desepera e afirma que não vai passar noite com ele, muito menos com um bando de mulher. “Por quê? Por acaso tu se acha melhor que elas? Você pode até ser melhor que essa aqui... E que essa daqui. Mas tá pau a pau com essa. E essa aqui te bota no chinelo”, humilha Wallerson.

Como Suelen se empomba com a situação, o jogador a manda embora. “Some da minha casa. Já comeu da minha comida, bebeu de graça, passeou de helicóptero. Pra você, tá ótimo, já saiu no lucro”, afirma Wallerson. Tensa, a periguete pergunta como vai embora. “Sei lá. Tu não é piranha? Vai nadando... Olha esse marzão aí na sua frente. Se você for descendo, uma hora chega na Barra da Tijuca”, diz o atleta, já mandando os seguranças e jogarem na rua.

Suelen anda pela estrada, faz sinal para carros, caminhões, mas ninguém para. Um carro passa por ela, buzina, mas não se penaliza. A periguete desiste, senta-se no meio-fio e começa a chorar.