Publicidade
Entretenimento
Buzz

Em 'Avenida Brasil', Tufão conta a Jorginho que ama Nina e pede a separação a Carminha

Depois da conversa com Jorginho, o ex-craque ficará motivado a se declarar para Nina e contará a Leleco que decidiu se separar de Carminha 10/08/2012 às 10:18
Show 1
Em "Avenida Brasil", Tufão confessa para Leleco que está apaixonado por Nina
acritica.com ---

De acordo com o blog da colunista do jornal ‘O Globo’, Patrícia Kogut, completamente apaixonado por Nina (Débora Falabella), Tufão (Murilo Benício) tomará uma decisão radical nos próximos capítulos de "Avenida Brasil". Ele revelará ao filho, Jorginho (Cauã Reymond), a identidade de seu novo amor e tomará coragem para pedir a separação a Carminha (Adriana Esteves). A megera ficará enfurecida e o jogador, desolado.

A história começará quando Nina for internada após levar uma garrafada da vilã durante seu casamento com Jorginho. Ela inventará para a família de Tufão que levou uma facada ao ser assaltada e avisará que está internada. O marido de Carminha ficará preocupadíssimo e logo irá atrás da amada no hospital.

A esta altura, Jorginho e Nina já terão decidido contar a todos que oficializaram a união no lixão. Porém, o jogador levará um susto ao chamar o pai para conversar, ainda no hospital. Jorginho ouvirá Tufão confessar que está apaixonado por Nina. Ele ficará atônito e não conseguirá revelar nada.

Depois da conversa, o ex-craque ficará motivado a se declarar para Nina e contará a Leleco (Marcos Caruso) que decidiu se separar de Carminha:

“Assim que a Nina sair do hospital, vou falar quatro palavras. Nina, eu te amo. E depois, eu vou... Pedir ela em namoro”, revela o ex craque do Flamengo. Tufão, então, dará a notícia a Carminha, que fará um escândalo:

“ Não é isso o que eu quero! Eu sou a sua mulher e quero continuar sendo. Eu quero o meu marido que eu amo mais que tudo no mundo, mais que a minha vida! Tem outra na jogada, não tem? Sempre tem! Quem é a messalina? A destruidora de lares? A ninfetinha?”, dirá Carminha. Depois disso, a vilã vai chorar de ódio e falará para si mesma: “Corno maldito! Que audácia a sua! Que audácia! Mas tu me paga, galhudo! Ah, se paga!”.