Publicidade
Entretenimento
Buzz

Equação que prevê hit aponta música de Michel Teló como fracasso no Reino Unido

Pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, estão certos de que encontraram a resposta para a crise da indústria fonográfica - e, pasmem, ela não passa por Michel Teló. 03/03/2012 às 17:55
Show 1
Michel Teló se apresenta em Guararema, em São Paulo, em 22 de fevereiro, às vésperas de embarcar para série de shows que faz este mês na Europa (22/2/12)
Pedro Caiado Do UOL Londres

Após a análise das paradas de sucesso britânicas dos anos 60 até os dias de hoje, os pesquisadores de um projeto batizado de Score A Hit desenvolveram uma equação que promete prever um hit potencial. A fórmula analisa velocidade, duração e volume, entre outras características totalizando 23 itens, e concede uma nota geral que indica se a canção tem chances de atingir as paradas de sucesso no Reino Unido ou se nunca passaria da quadragésima posição.

A pedido do UOL os pesquisadores aplicaram a fórmula ao hit "Ai Se Eu te Pego", de Michel Teló, e constataram algo que contraria a trajetória de sucesso que o sertanejo vem galgando no exterior - na semana passada, Teló fez um show esgotado em Londres, com ingressos a cerca de R$ 110.

Na escala de 1 a 12 dos pesquisadores britânicos, "Ai Se eu te Pego" é nota 2. ”Pior que 95% de todas as músicas já analisadas pela equipe”, disse o líder da pesquisa, Tijl de Bie.

Entre os fatores negativos que contribuem para diminuir a nota da música mais cantada por Teló, estariam:

- "O som não é muito alto". Segundo os pesquisadores, canções mais altas têm maior probabilidade de estar no topo das paradas inglesas.

- "A música não é muito dançante". Os pesquisadores alertam que o quesito "dancante" depende da cultura de cada país.

- "A batida é muito estável", enquanto, no Reino Unido, os hits do momento têm batida variável.

- "A cadência é muito rápida". Para os britânicos, esta é a característica que mais contribui para um resultado ruim para a faixa de Teló.
 
Em sua análise para "Ai Se Eu Te Pego" - que ocupa atualmente a 6ª posição na lista das mais tocadas das rádios no Brasil -, De Bie acrescenta que “se deve levar em consideração os gostos musicais, que evoluem com o tempo". Por isso, explica, os perfis de músicas de sucesso variam de acordo com os períodos históricos.  “O estilo de música e cultura dominante da época influenciam no sucesso”, completou.

Rihanna, Adele e Lana Del Rey passam no teste
Vale frisar que a fórmula dos britânicos, que pode ser entendida melhor no site oficial do projeto (www.scoreahit.com), está longe de ser infalível em sua tarefa de decretar se uma música fará ou não sucesso. 

Atual número 1 das rádios britânicas, "Somebody That I Used to Know", do cantor Gotye, atinge nota 9 na escala dos pesquisadores. Já "Next to Me", de Emili Sande, e "Hot Right Now", de DJ Fresh, respectivamente segundo e terceiros lugares nas paradas desta semana, receberam decepcionantes notas 5 e 3. Mas outros sucessos indiscutíveis, que também figuram no Top 40 do Reino Unido, também ajudam a dar força à equação.

"Super Bass", de Nick Minaj, "We Found Love", de Rihanna, e "The Hardest Ever", de Will.i.Am, tiveram todas nota 10 quando submetidas à fórmula. "Video Games", principal single da nova sensação do pop Lana Del Rey, e "Someone Like You", de Adele, obtiveram nota 7.

Apenas como um exercício, sem qualquer compromisso de amostragem científica, o UOL teve acesso a um aplicativo simplificado criado pela equipe do Score A Hit e disponibilizado on-line na página do grupo e testou qual seria o desempenho das faixas que estavam no Top 10 das rádios brasileiras na última semana de fevereiro. Confira abaixo, os resultados: