Publicidade
Entretenimento
Cultura, poesia amazonense, Luiz Bacellar, Homenagem, Sepultamento

Escritores homenageiam poeta amazonense Luiz Bacellar durante sepultamento

Vítima de um câncer de pulmão, o autor de "Sol de Feira", "Frauta de Barro", entre outras obras, teve as poesias recitadas, por outros poetas, como forma de homenagem 10/09/2012 às 17:11
Show 1
Escritor Tenório Telles, ao centro, juntamente com outros escritores presta as últimas homenagens ao poeta
Síntia Maciel e Ana Célia Ossame Manaus

O sepultamento do poeta Luiz Franco de Sá Bacellar, 84, nesta segunda-feira (10), no cemitério São João Batista, no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus, foi marcado por uma homenagem, promovida por escritores e poetas amazonenses, que declamaram algumas de suas poesias.

A leitura emocionou parentes e amigos do poeta, que lhe prestavam as últimas homenagens.

Bacellar faleceu nesse domingo (08), por volta de 13h30, de falência múltipla dos órgãos, ocasionada por um câncer no pulmão, descoberto neste ano. 

Mesmo doente, no último dia 4, o poeta amazonense participou de uma comemoração dedicada a ele no Bar do Pina, no Centro de Manaus, em virtude de seu aniversário. Dois dias após  a homenagem, o escritor foi hospitalizado na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

Autor de várias obras dedicadas à Manaus, ele notabilizou-se por popularizar o haicai (versos curtos de origem japonesa) na literatura amazonense.

Entre as obras que se tornaram clássicas na literatura amazonense estão “Frauta de Barro” - texto ganhador do Concurso Nacional de Poesia Olavo Bilac (RJ), “Sol de Feira” e “Quarteto”.