Publicidade
Entretenimento
Vida

Especialistas mostram que ser gordinho não é um problema

De acordo com a psicóloga Blenda de Oliveira, formada pela PUC-SP, as cobranças da sociedade são cruéis e a adolescência costuma ser a fase mais difícil para enfrentá-las, pois surgem em brincadeiras, ofensas e apelidos 29/02/2012 às 15:48
Show 1
Renata Celidônio, que vive Marieta em "Aquele Beijo"
Simone Cunha/UOL ---

Se você ganhou uns quilinhos e acredita que isso pode atrapalhar a sua vida, saiba que estar acima do peso não é motivo de estresse para muitas pessoas.

De acordo com a psicóloga Blenda de Oliveira, formada pela PUC-SP, as cobranças da sociedade são cruéis e a adolescência costuma ser a fase mais difícil para enfrentá-las, pois surgem em brincadeiras, ofensas e apelidos.

"A melhor maneira para lidar com isso é ter coragem de olhar para si e se aceitar como você é", diz Blenda.

Blenda de Oliveira destaca que a obesidade indica apenas uma circunstância e não a personalidade de uma pessoa. “Ninguém deve ser julgado pelas gordurinhas”, diz.

"Estar bem não impede a autocrítica. Se a pessoa considera que vai ficar melhor se eliminar peso, ótimo. O que vale é enfrentar as suas insatisfações e buscar ajuda, se preciso for", afirma.

O psicoterapeuta Marco Antonio De Tommaso afirma que é fundamental gostar de si mesmo, mas, também, ficar atento à saúde.

“Não devemos supervalorizar a magreza, mas é importante lembrar que a obesidade é um problema de saúde e precisa ser controlado. Quem está acima do peso tem todo o direito de ser bem resolvido, porém, nunca deve deixar de se cuidar."