Publicidade
Entretenimento
ARTES VISUAIS

Exposição 'Code Time' apresenta obras inéditas do artista Sérgio Cardoso

Mostra individual entra em cartaz nesta quarta-feira (30), na Galeria do Icbeu, e segue até outubro 29/08/2017 às 13:23
Show 1266088
Na exposição, o artista reúne mais de 160 obras de pintura e fotografia (Aguilar Abecassis)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

Mais de 160 obras inéditas compõem a exposição individual que o artista plástico Sérgio Cardoso inaugura nesta quarta-feira, dia 30, na galeria do Instituto Cultural Brasil Estados Unidos (Icbeu). “Code Time” (Código do Tempo, em português) ficará em cartaz no espaço até o dia 13 de outubro, com acesso gratuito.

“Há quatro anos eu não fazia uma individual. Comecei a sonhar com a possibilidade de celebrar os 40 anos de vida artística, mas acabei desistindo. Então passei a me preparar para essa exposição atual, e finalmente acho que consegui um bom resultado”, comenta o artista, que reuniu na mostra trabalhos produzidos desde o ano passado. “É uma individual com várias coletivas de mim mesmo”.

Organizadas em instalações visuais, as obras da exposição podem ser apreciadas como “livros”, que registram o código do tempo que Sérgio pretendeu captar ao longo do seu processo criativo: “Cada obra é o registro do tempo, daquele momento que aconteceu naquele exato instante”, diz ele.

Cenas urbanas

Em “Code Time”, pintura e fotografia aparecem lado a lado, quando não estão sobrepostas – pintura sobre foto ou foto sobre foto. Sérgio afirma que sempre usou a fotografia como suporte lúdico e poético para a pesquisa pictórica: “Diante das facilidades tecnológicas, uso a fotografia para construir sub-realidades, fantasias e o ludorreal”.

As referências à linguagem cinematográfica também estão presentes na exposição. Elas aparecem em algumas instalações fotográficas, como a que mostra uma senhora coletando lixo às margens do Rio Negro, durante a estiagem. A sequência de imagens funciona como uma animação e contém um ensaio de narrativa. “Gosto muito de cinema, sou colecionador. Cada é pessoa é um filme”, justifica Sérgio Cardoso.

Por intermédio da arte, na verdade, ele faz uma leitura cartográfica da Amazônia e da cidade de Manaus. Assim é que a matéria-prima do artista pode se encontrar em qualquer lugar, como num engarrafamento, ou nos mais corriqueiros acontecimentos, a exemplo de uma moça que distribui folhetos no Centro. “Tudo é percepção, e o artista contemporâneo não tem hora nem lugar para perceber”, afirma.

Nesse sentido, a capital amazonense é uma fonte de inspiração inesgotável, como provam os terminais de ônibus que Sérgio registra em uma de suas instalações. “Esses lugares encerram cenas humanas espetaculares, que podem ser colocadas de forma artística e inventiva. Manaus é uma cidade em trânsito, que vive uma busca dentro dela própria, buscando seus caminhos. Devo à minha cidade todas as coisas que tenho realizado”, finaliza o artista plástico.

Serviço

o quê:  Exposição “Code Time”
onde: Galeria Icbeu Manaus, avenida Joaquim Nabuco, 1286, Centro
abertura: 30 de agosto, 19h
visitação: Até 13 de outubro (segunda a sexta, 15h às 19h; sábado, 9h às 12h)
quanto: Acesso gratuito
infos.  (92) 3198-7100

Publicidade
Publicidade