Publicidade
Entretenimento
Buzz

Festa de Neymar tem celebridades de '2ª linha', reclamações e manual para Neymarzetes

O jovem se divertiu ao som dos seus ritmos preferidos, hip hop, samba e funk, e não dispensou um energético Red Bull, marca de um de seus patrocinadores pessoais. Bem-humorado, não se irritou nem quando foi cumprimentado com um ‘feliz aniversário’ por uma convidada que confundiu o real motivo da comemoração, segundo ela própria relatou 19/01/2012 às 14:12
Show 1
Neymar no “UFC 142” na HSBC Arena, na Barra da Tijuca - RJ (14/01/12)
UOL/ESPORTES ---

Mais que um jogador de futebol, Neymar é um fenômeno pop. E tudo o que envolve o craque se transforma em um grande evento. Em sua festa de comemoração pelo gol mais bonito do ano, a premiação da Fifa acabou ofuscada. O que chamou a atenção foram as celebridades de segundo escalão, os colegas jogadores 'escondidos' e, claro, as Neymarzetes.

A festa aconteceu em uma balada nobre no centro de São Paulo para pouco mais de 400 convidados de uma lista considerada bem seleta. A esmagadora maioria composta por mulheres bem diferentes das que provocam histeria nos estádios para conseguir apenas um olhar do ídolo. Elas abusam das roupas extravagantes, dos saltos ‘altérrimos’ e saias com um palmo de comprimento, apesar de também estarem saindo da adolescência.

E recebem até orientações. O promoter e amigo do jogador, Leonardo Cardoso, pede às mais fanáticas que não solicitem autógrafos, tirem fotos ou incomodem o atleta em seu momento de lazer. Ainda dá conselhos valiosos: é melhor se comportar e ganhar a confiança do craque para ser lembrada em eventos futuros do que criar constrangimento e ser esquecida.

Uma convidada revelou ao UOL Esporte que chegou a ser anunciado no sistema de som da casa noturna uma recomendação para que as pessoas apenas 'curtam a festa' quando um flash foi disparado em direção a Neymar.

Se as privilegiadas tentam andar na linha, quem fica de fora apela para todas as armas. As mais desesperadas fingem ser amigas da joia santista e simulam uma troca de mensagens pelo celular para convencer os segurança. E tem também quem implore por um convite telefonando incessantemente para o promoter do evento.

Mas nada feito. Leonardo abusou do jogo de cintura para ‘descartar’ entre 100 e 150 pedidos. “Não gosto de dizer 'não', a gente vai com jeito. Fala ‘nessa não dá, mas na próxima a gente combina’", contou.

Mas as mulheres não eram a principal atração. A grande estrela só chegou por volta de meia-noite deixando os seguranças em alerta. De boné azul e tênis rosa choque, Neymar reinava absoluto com tudo do jeito que pediu.

O jovem se divertiu ao som dos seus ritmos preferidos, hip hop, samba e funk, e não dispensou um energético Red Bull, marca de um de seus patrocinadores pessoais. Bem-humorado, não se irritou nem quando foi cumprimentado com um ‘feliz aniversário’ por uma convidada que confundiu o real motivo da comemoração, segundo ela própria relatou.

Se o anfitrião não gosta de bebida alcoolica, os convidados não tinham do que reclamar. A balada foi regada a vodka Ciroc e whisky Gold Label, considerados os ‘tops’ do mercado. E gente não faltou para apreciar, inclusive jogadores de futebol, visivelmente incomodados por serem flagrados no local. Lucas Gaúcho, que defendeu a Portuguesa em 2011, não parou para conversar com os jornalistas, assim como o santista Ibson, que pediu até para não se fotografado.

Dessa forma, os cliques dos fotógrafos se voltaram para as belas mulheres em diversas poses, especialmente as celebridades menos badaladas que ainda buscam um lugar ao sol. Estavam lá, a modelo Núbia Oliiver, a ex-repórter do TV Fama e capa da Playboy, Mônica Apor, a assistente de palco do Domingo Legal, Bruna Manzon, e a bailarina do programa Domingão do Faustão, Katia Volkland.

No fim da noite, tudo saiu como esperado ao menos na visão de Neymar. "O baguio foi loko tio" kkkkkk valeu galerinha”, resumiu em seu Twitter, antes de dizer que estava com sono e anunciar que finalmente iria dormir por volta de 5h desta quinta-feira.]

Casa lotada gera reclamação

Também não faltaram reclamações. Muitos convidados deixaram o local mais cedo por causa da lotação. Alegavam que havia muita gente para um espaço pequeno, e transitar pelo ambiente se tornou tarefa quase impossível. Quem preferiu chegar mais tarde, também se deu mal. Mesmo com o nome na lista, não conseguiu entrar sem que esperasse sair uma pessoa.

"Está insuportável. Não dá para andar", reclamou uma convidada que não quis se identificar. "É muito constrangimento você ter o nome na lista e não poder entrar porque está cheio", disse outra.