Publicidade
Entretenimento
FIM DE SEMANA

Festa temática em Manaus fará releituras de performances de Marina Abramovic

Evento "Marina Overdose" acontece na Casa de Chico, localizada na rua Joaquim Nabuco, neste sábado (14) 11/05/2016 às 13:03 - Atualizado em 11/05/2016 às 14:29
Show marina4
Entre os convidados especiais estão o Coletivo Akasha e o artista Jorge Bandeira
acritica.com Manaus (AM)

Na semana em que estreia em alguns cinemas do País o documentário sobre a viagem mística da artista Marina Abramovic pelo Brasil, a Casa de Chico realiza a festa performática “Marina Overdose”, que acontece neste sábado, dia 14, a partir das 22h. O espaço cultural está localizado na rua Joaquim Nabuco, 246, Centro (entre a Rua dos Andradas e Quintino Bocaiúva). O acesso custará R$ 10 e só será permitida a entrada de pessoas a partir de 18 anos.

Segundo o administrador da Casa de Chico, Francis Madson, a festa é uma comunhão entre a baladinha, as festas dionisíacas e a arte da performance, representada por trabalhos clássicos (alguns polêmicos) da artista sérvia Marina Abramovic, considera a “avó da performance”.

“Estávamos sentido falta de misturar as tribos que curtem uma balada pop, drag e eletrônica, com influências das características da própria casa, que é ser um espaço de experimentação das artes, seja teatro, dança ou instalação”, diz.

O Coletivo Akasha de Teatro e o multiartista Jorge Bandeira serão os convidados especiais do evento e ficarão responsáveis por fazer re-performances de trabalhos que Marina realizou nos anos 70 e 80, como “Imponderabilia” (1977). Fora isso, projeções de outras performances da artista vão completar a ambientação da festa. “É uma experiência que pretende ir além da festinha cotidiana”, completa Madson.

Busca espiritual

Natural de Belgrado (antiga Iugoslávia), Marina Abramovic tem sido a pioneira no uso da performance como forma de arte visual. O corpo sempre foi o seu tema e principal meio de expressão, e em seus trabalhos ela explora os seus limites físicos e mentais, seja suportando a dor ou enfrentando a exaustão e o perigo na busca da transformação emocional e espiritual.

Em 2010, ela foi homenageada com uma mostra retrospectiva no MoMA (Museum of Modern Art), em Nova Iorque. Nessa exposição, Marina desenvolveu a performance “The Artist Is Present”, com duração de nada menos que três meses, na qual ela encarava olho no olho, durante alguns minutos, os visitantes que se sentassem na frente dela. Um desses visitantes foi seu ex-marido, o também artista Ulay – o vídeo do reencontro tornou-se viral na Internet e fez a performer se tornar conhecida entre as novas gerações.

Em 2015, o Sesc Pompeia, em São Paulo, também realizou uma retrospectiva dedicada à artista, que se fez presente durante toda a programação. Foi durante essa viagem ao Brasil que Marina participou da gravação do filme “Espaço Além”, em que visitou “comunidades espirituais, pessoas e lugares de poder” em várias regiões do País. O filme estreia no dia 19 de maio em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Curitiba e Recife.

* Com informações da assessoria