Publicidade
Entretenimento
Vida

Festival Amazonas de Dança começa no próximo domingo (5)

A Cia. Cisne Negro (foto acima), de São Paulo, com mais de 30 anos de história, fará o espetáculo de encerramento do festival 03/08/2012 às 08:00
Show 1
A Cia. Cisne Negro de São Paulo, com mais de 30 anos de história, fará o espetáculo de encerramento do festival
VIRGÍLIO SIMÕES Manaus

 Começa no domingo o 4º Festival Amazonas de Dança (FAD), que a Secretaria de Cultura realiza com a Associação dos Profissionais de Dança do Amazonas (Aprodam).

Será uma semana inteira dedicada aos movimentos expressivos e às coreografias inventivas. O festival é dividido em três categorias. A mostra principal será apresentada todos os dias no Teatro Amazonas, a partir das 19h. A mostra paralela acontece entre terça e sexta-feira, no Teatro da Instalação, às 17h. Haverá ainda uma mostra em escolas estaduais, sempre às 9h.

A professora Marta Marti é a Presidente de Honra desta edição do festival. Uma homenagem ao seu trabalho de 17 anos com a Cia. Ballet da Barra será apresentada na noite de abertura. Participarão diversos dançarinos que estudaram e lecionaram na companhia. Eliezer Rabello, Magda Carvalho e Getúlio Lima são alguns dos nomes confirmados. Um dos destaques é a jovem aluna Tyfany Gonzaga, de 11 anos de idade.

Premiação

Ao todo, 16 grupos foram selecionados para exibir seus projetos no FAD. Cada um receberá premiação, de acordo com sua categoria: R$ 8 mil para mostra principal, R$ 1,7 mil, para mostra paralela, e R$ 1,5 mil para a mostra nas escolas.

Para começar a dança

A programação acadêmica já teve início na última segunda-feira, com uma oficina de “release balé”, técnica que busca reduzir os impactos que a dança regular exerce sobre o corpo.

Uma segunda oficina, dedicada à dança de rua, está com as inscrições abertas no Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. As aulas ocorrerão nas tardes dos dias 13 e 14, no Centro de Convivência da Família Padre Viola (Cidade Nova), ministradas pelo dançarino paulista Frank Ejara.

O encerramento do festival ficará a cargo da companhia paulista Cisne Negro, que apresenta os espetáculos “Além da pele”, “Sabiá” e “Calunga” no sábado, dia 11.

Para as apresentações que acontecem no Teatro Amazonas será cobrado ingresso de R$ 10. Nos demais ambientes, os espetáculos são gratuitos.