Publicidade
Entretenimento
Vida

Fidel Graça é atração no Bar Botequim nesta sexta-feira (25), em Manaus

Músico revisita sucessos de várias épocas da MPB e da música internacional, dentro da agenda de aniversário do bar 24/07/2014 às 12:41
Show 1
Show de Fidel, em clima alto astral, terá hits como “Vamos fugir”, de Gilberto Gil, e “Dancing days”, de Lulu Santos
JONY CLAY BORGES ---

Sucessos de diversas épocas da MPB e da música internacional integram o repertório que Fidel Graça e banda apresentam amanhã, a partir das 23h30, no Bar Botequim. No show, que faz parte da agenda de comemorações pelo aniversário de 11 anos do bar, o músico coloca sua interpretação elegante a serviço de um repertório eclético, que traz desde standards norte-americanos como “My way” até hits pop da música brasileira, como “Fora da lei”, de Ed Motta.

No palco, acompanhado de Jeff Silva (violão), Tiozinho Solano (teclados) e Junior (bateria), Graça apresenta uma seleção que combina músicas de seu repertório peculiar, sambas e canções pop feitas para dançar. “Vou incluir algumas canções de meus shows que tiveram repercussão boa entre o público, mas a maior parte da seleção será de músicas de festa”, resume o artista.

Esse repertório mais animado, antecipa Graça, terá canções como “Vamos fugir”, de Gilberto Gil e Liminha; “Dancing days”, de Lulu Santos; e “La bamba”, de Ritchie Valens, e por aí vai. A essas ele acrescenta outras como “Força estranha”, de Caetano Veloso, e “Caruso”, do italiano Lucio Dalla, que compõem seu repertório habitual. Completam a seleção musical do show sambas clássicos, como “Saudosa maloca”, de Adoniran Barbosa, e “Retalhos de cetim”, de Benito de Paula, para citar alguns.

Entre uma música e outra do repertório pré-definido, Graça também atenderá aos pedidos dos frequentadores do Botequim. O show do músico terá ainda a participação especial da cantora Lívia Mendes.

Trajetória

Filho orgulhoso do município de Borba, Fidel Graça começou a soltar a voz em público há cerca de cinco anos, cantando em festas de aniversário e outros eventos como convidado. O primeiro trabalho de destaque do intérprete foi em “Pra falar de amor”, espetáculo cênico-musical com foco no gênero romântico, em 2010. O show já antecipava o apreço de Graça por canções consagradas pelo tempo, que desde então ficou mais e mais evidente em seu repertório.

“Gosto muito de clássicos da música brasileira e da música internacional, de composições que valorizem a interpretação e a técnica vocal, além de trazer uma proposta poética mais rica. As músicas atuais, a meu ver, não oferecem essa possibilidade para o artista tanto quanto as antigas”, assinala o artista, que atualmente também faz parte do Grupo Vocal dos Corpos Artísticos da Secretaria de Estado de Cultura.

Além de “Pra falar de amor”, Graça participou de espetáculos como “Luzes da Ribalta”, com Zezinho Corrêa, e “Canta Boemia”, com Assis Almeida. Também foi um dos artistas locais a participar das comemorações pelo centenário do poeta e músico, Vinicius de Moraes, no tradicional Bar Caldeira, no Centro.

O Bar Botequim abre às 20h, com música ao vivo a partir das 23h30. O couvert artístico para a noite é de R$ 15 por pessoa.