Publicidade
Entretenimento
Vida

Filme amazonense 'Anhangá – Espírito da Floresta' é premiado em festival na Flórida

Cineasta amazonense Darcyana Moreno fala sobre o êxito de seu filme no The Fort Lauderdale International Film Festival, na Flórida 14/11/2012 às 10:05
Show 1
‘Anhangá’, um filme que deu certo
Rafael Seixas Manaus, AM

Apesar do baixíssimo orçamento, o filme/documentário “Anhangá – Espírito da Floresta” (“Dark Amazon”, no circuito internacional), da amazonense Darcyana Moreno, foi premiado com o “Spirit of Independents Award” – prêmio de Melhor Filme Independente –, no The Fort Lauderdale International Film Festival, na Flórida. O que chamou atenção dos críticos do festival foi a mensagem do longa- metragem, que aborda a exploração comercial da região amazônica e a apropriação de riquezas (utilizadas em medicamentos) da floresta por corporações internacionais.

“A ideia do filme veio de um documentário que estava fazendo anos atrás. Ele tratava das curas no Amazonas. (...) Decidi fazer uma ficção porque as pessoas se questionam mais, começam a pesquisar e ficam com uma cabeça mais aberta”, disse Darcyana Moreno, que mora em Los Angeles, sendo graduada em Produção de TV pela Purdue University, Estados Unidos, tendo especialização em Direção de Cinema pela New York Film Academy, de Los Angeles, Califórnia, e mestrado em Comunicação também pela Purdue University.

Aceitação

E parece que Darcyana estava certa ao optar pela ficção, porque todos os críticos do festival elogiaram a estética da película que, acredite se quiser, teve orçamento de menos de US$ 100 mil. “Foi um trabalho difícil de escrever e dirigir. Todo mundo elogiou as imagens e a mensagem do filme”, informou a amazonense. “Anhangá” foi gravado no município de Presidente Figueiredo, no bairro Tarumã (Manaus) e na reserva dos índios Dessana (Manaus).

A cineasta pretende gravar pelo menos mais três longas no Amazonas.