Publicidade
Entretenimento
Fino da Bossa

Fino da Bossa comemora treze anos nesta sexta-feira (14)

A casa é a maior referência da Música Popular Brasileira na cidade 11/09/2012 às 07:54
Show 1
A casa se tornou tão popular que é reconhecida em diversos outros Estados como um local onde se ouve boa música
Gabriel Machado Manaus, AM

Os fãs da MPB já podem circular o dia 14 de setembro em seus calendários. Isso porque, na ocasião, o Fino da Bossa comemora o seu 13º aniversário, com show de Nícolas Jr. A casa, localizada na Estrada da Cidade Nova, Travessa São Judas Tadeu, nº 3, é a maior referência do estilo musical na cidade.

“Antes de ser dono, eu era frequentador de bares em Manaus. Sempre fui muito fã de uma boa Música Popular Brasileira e era muito difícil achar um espaço assim por aqui”, contou Mário Jorge da Silva, proprietário do espaço, sobre o que o levou a criar o Fino da Bossa.

A ideia, no entanto, só foi para frente quando um amigo do empresário chegou com uma revista – com Elis Regina e Jair Rodrigues na capa – que instigou uma longa conversa sobre o estilo musical mais famoso do Brasil.

“Em uma das páginas li ‘O Fino da Bossa’ e, de imediato, pensei ‘Nossa, isso daria um ótimo nome para uma casa noturna’”, completou Mário, que, até hoje, tem guardada a edição.

No início, o Fino da Bossa era bastante pequeno, um “puxadinho”, como definiu o próprio empresário, construído para receber apenas alguns amigos, objetivo que, em pouco tempo, precisou ser reavaliado por Mário.

“O legal da boa música é a história que ela conta. Por isso criei o Fino da Bossa, para ter um lugar onde pudesse sentar com meus amigos e simplesmente conversar sobre essas histórias”, destacou.

Portas abertas, foi questão de meses até que artistas como Renatinho, Paulinho Kokai e Nícolas Jr. começassem a procurar o empresário para se apresentarem na casa. Além deles, Emerson Marcelo, Pipira, Raimundo Sodré e Neuber Uchôa também deixaram a sua marca registrada na história do espaço.

Não é apenas na cidade que o Fino da Bossa é referência quando o assunto é Música Popular Brasileira. A casa se tornou algo tão popular que, quando Mário esteve em São Paulo, no ano passado, ele foi reconhecido pelo artista Anderson Martins.

“Ele inclusive já tocou na casa”, ressaltou. Outro fator que reflete o sucesso do espaço é a grande procura de nomes da MPB – locais e nacionais – para se apresentar nele, como foi o caso de Euder Fragas, de Belém, e Kay Lyra, filha de Carlos Lyra, um dos precursores da bossa nova no País.

Receita do sucesso

Segundo o empresário, o Fino da Bossa tem se mantido fiel à sua proposta inicial. “O grande lance é o estilo de música. Sempre segurei a bandeira da MPB e nunca abri brecha para os outros estilos”, frisou.

Histórias não faltam nesses 13 anos da casa. No entanto, para Mário, a gratificação do público e de seus artistas é o mais marcante nessa trajetória de sucesso.

“Há uns dois ou três anos, o Emerson Marcelo recebeu um prêmio em São Paulo e a mãe dele veio aqui me agradecer pela oportunidade que dei a ele. Não teve sensação melhor”, relatou o proprietário da casa.

Comemoração

Para celebrar o aniversário do espaço, o empresário agendou uma atração mais que especial para a história do Fino da Bossa. Na festa, que acontece na próxima sexta, o público poderá conferir um show imperdível do cantor Nícolas Jr., um dos primeiros a se apresentar na casa.

“Foi o primeiro lugar em que me apresentei em Manaus. A apresentação contará com diversos trabalhos do ‘Divina Comédia Cabocla’, como ‘Feira da Panair’ e ‘Gesislaine’, e algumas músicas do meu novo disco, ‘Mãos’, que será lançado ainda este ano”, adiantou o cantor.

As portas estarão abertas a partir das 17h, com música ao vivo às 22h e pré-show de Júnior Pernambucano.