Publicidade
Entretenimento
Buzz

Fora da UTI, Pedro Leonardo já reconhece toda a família, mas ainda não pode andar

Pedro saiu do coma há quinze dias e está internado desde que sofreu um grave acidente de carro, em 20 de abril 04/06/2012 às 13:06
Show 1
Pedro Leonardo
UOL/MÚSICA ---

Após deixar a UTI na noite deste domingo (3) e ser transferido para um quarto do Hospital Sírio-Libanês, o cantor Pedro Leonardo encontra-se “muito bem”, já reconhece toda a família, mas ainda não pode andar, segundo Ede Cury, assessora de imprensa do sertanejo Leonardo, pai do rapaz.

Pedro saiu do coma há quinze dias e está internado desde que sofreu um grave acidente de carro, em 20 de abril. Ede contou que “os médicos e a família consideram um milagre Pedro estar no quarto”. “Todo mundo está super feliz. É uma vitória depois de tudo o que ele sofreu”, afirmou, em conversa por telefone com o UOL.

O cantor passou por uma cirurgia no fêmur no dia 22 de maio e deve fazer mais exames de rotina ainda nesta segunda (4). “Pedro reconhece todo mundo. A mãe, o pai, a mulher, a madrinha Carminha, que é irmã do Leonardo, e a dona Carmem, que é a avó”, contou, acrescentando, contudo, que ele ainda está com restrição de visitas. “Por enquanto, ele só recebe a família. A partir da outra semana, os médicos vão avaliar e ver se ele poderá receber outras visitas”, disse. Com o pai, Pedro cantou uma música inteira, ‘Eu Não Sou Cachorro Não’, do Waldick Soriano, no quarto do hospital.

Dois enfermeiros se revezam para cuidar do cantor no quarto. “Eles o alimentam e dão banho nele - em uma cadeira de rodas - já que ele ainda não está podendo ficar em pé”, afirmou ela, explicando por que ainda não pode dar mais informações a respeito do andamento do quadro de Pedro. “Não faz nem 24 horas que ele está no quarto. Agora temos que aguardar”, finalizou.

Desde que sofreu o acidente, Pedro já emagreceu 27 kg. “A alimentação dele está sendo controlada por uma nutricionista. Na semana passada, ele começou a comer panqueca de carne, purê de batata, macarrãozinho, banana amassada, pêra”, explicou a assessora.